Santander quer 1 milhão de clientes com novo modelo de conta

Banco cria o Santander Select, voltado para clientes com renda a partir de R$ 10.000

	Santander: estratégia de atrair 1 milhão de clientes com foco na alta renda
 (Antonio Milena/EXAME)
Santander: estratégia de atrair 1 milhão de clientes com foco na alta renda (Antonio Milena/EXAME)
Por Daniela BarbosaPublicado em 18/02/2013 13:26 | Última atualização em 18/02/2013 13:26Tempo de Leitura: 2 min de leitura

São Paulo - O Santander definiu um novo modelo de atendimento para pessoas físicas. Entre as ações, está a criação do segmento Santander Select, voltado para clientes com renda a partir de 10.000 reais, que desejam assessoria em gestão de patrimônio. Com as estratégias, o banco estima conquistar pelo menos 1 milhão de novas contas.

Segundo Conrado Engel, vice-presidente executivo sênior de varejo do banco, com a iniciativa, o Santander espera que os clientes escolham o banco como o número um para realizar suas operações. "Estamos criando uma nova forma de nos relacionar com os nossos clientes", afirmou o executivo, em coletiva com a imprensa, nesta segunda-feira.

A ideia do Santander é abrir agências próprias do Santander Select. O novo segmento deve entrar em operação a partir de abril deste ano. Para Engel, hoje os clientes Van Gogh - com renda a partir de 4.000 reais - ainda têm fôlego menor financeiro, diferente do Select.

Foco na classe C

Além do segmento voltado para os clientes premium do banco, o Santander também remodelou seu atendimento voltado para a classe C, com a criação de contas combinadas.

De acordo com Gilberto Abreu, diretor de segmentos do banco, serão quatro diferentes pacotes de serviços. "Todos guiados pela voz dos nossos clientes", afirmou o executivo.

Os novos pacotes oferecem a possibilidade, dependendo do perfil do cliente e do plano escolhido, de isentar os correntistas de qualquer tipo de tarifa, além de dez dias para o pagamento da conta de cartão de crédito após o vencimento sem a cobrança de juros.

Mesmo com a isenção de tarifa, o banco não espera queda de receitas. "Acreditamos que os nossos clientes, mesmo não pagando taxas, vão utilizar mais os serviços oferecidos pelo banco", disse Engel.

As contas combinadas do Santander são voltadas para pessoas físicas com renda até 4.000 reais, além do público universitário.