Negócios
Acompanhe:

Richarlison, Messi, Cristiano Ronaldo: 5 jogadores da Copa do Mundo que investem em startups

O que fazer depois da carreira no futebol? Confira alguns exemplos de investimento em inovação dentro da seleção Brasileira e outros times da copa do mundo

 (Quality Sport Images / Contributor/Getty Images)

(Quality Sport Images / Contributor/Getty Images)

F
Future Dojo

Publicado em 7 de dezembro de 2022, 15h21.

Como todos sabem, a carreira de um jogador de futebol é curta. A grande maioria se aposenta por volta dos 35 aos 40 anos.

Muitos preferem descansar, curtir com a família e seguir outro rumo na vida. Mas muitos também sabem que para manter o estilo de vida a longo prazo, precisam começar a olhar para o mundo dos negócios AGORA.

Quer saber como levar qualquer empresa do 0 à ambidestria com inovação? Confira a masterclass gratuita da Future Dojo em parceria com a Exame

Enfim, conheça algumas lendas dessa copa do mundo que também se arriscam em outras áreas do mundo dos negócios:

Casemiro: E-Sports

Você viu o gol de Casemiro contra a Suíça? Talvez ele tenha outro lugar para treinar sua pontaria.

Não é raro ver jogadores do futebol que amam o jogo Counter Strike. Neymar mesmo, é um exemplo de craque que apresenta lives jogando esse tipo de jogo. Mas Casemiro decidiu colocar seu dinheiro na reta.

O volante da Seleção Brasileira, é dono da Case Esports, equipe de CS:GO, inaugurada em dezembro de 2020.

"O projeto nasceu de um hobby meu. Quero principalmente que os jogadores se sintam à vontade dentro e fora das competições. Por isso, daremos totais condições a eles, oferecendo as melhores instalações e conforto."

Cristiano Ronaldo: Marca própria de moda, transplante capilar e mais

Jogador mais rico do mundo, “CR7” não faz sua fortuna apenas dentro das 4 linhas. 

Você talvez já saiba que ele investe em outros ramos, mas será que você sabe o número de investimentos que tem o jogador?

Ronaldo tem investido em várias empresas, incluindo uma marca de moda (CR7), uma rede de Hotéis (Pestana CR7) e um clube de futebol (Nacional da Madeira). Ele também tem sua própria clínica de transplante capilar…

E além disso, ele é investidor anjo. Cristiano investiu em um aplicativo chamado Mobitto. O app possui um sistema de pontos que premia os usuários que fazem mais compras.

Richarlison: Inteligência Artificial

No primeiro jogo da copa, Richarlison fez 2 gols pela seleção brasileira (entre eles um golaço de voleio). Mas não é atoa que o jogador do Tottenham sabe como entreter e entregar resultados em campo.

O atleta já investiu em duas startups que usam análise de dados e Inteligência Artificial em diferentes aspectos do esporte. 

A Horizm, fundada em 2019, é uma plataforma de gestão de ativos comerciais digitais que usa Inteligência Artificial para melhorar a entrega de publicidade para os fãs do esporte.

Já a Olocip, criada por Esteban Granero (ex-jogador do Real Madrid) em 2015, usa Inteligência Artificial para identificar as habilidades que podem ser aperfeiçoadas pelos atletas.

Robert Lewandowski: Marketing e Mídia

Considerado o melhor do mundo 2x pela Fifa, Robert Lewandowski não acerta apenas em campo. 

O jogador polonês é casado com uma empresária… e em 2016, eles fundaram a Foods by Ann, que é uma organização focada em alimentos saudáveis e suplementos nutricionais. 

Além disso, o jogador é dono de uma agência de Marketing e Publicidade, a Stor9, que posteriormente fez uma fusão com a “Group One” e deu origem a “RL Media”, também do ramo de comunicação.

“Lewa” também investe no seu país natal através de um fundo de Venture Capital, o Protos, que investe no mercado de games.

Lionel Messi: Investimentos, hotéis, imóveis, restaurantes e moda

Depois de algumas (“apenas” 7) bolas de ouro da Fifa…

Lionel Messi está entrando no campo dos investidores. A estrela do futebol fundou uma empresa que investe mundialmente em esportes, mídia e tecnologia e se tornou ativa no Vale do Silício.

A Play Time Sports-Tech Holding.

O craque também investe em imóveis e é dono de edifícios enormes na Argentina e na Espanha.

Além disso, Lionel também investe em moda (com uma loja própria, chamada de “The Messi Store”) e em restaurantes, sendo dono de alguns dos mais renomados restaurantes de Barcelona.

O que você pode aprender com esses jogadores?

Assim como eles, você tem que investir em algo que vai te dar retorno a longo prazo.

Mas você não tem o mesmo dinheiro que eles - agora. Então o que fazer?

Você investe em si mesmo. Ou melhor, em estudos. Que vão te garantir um futuro mais promissor e uma carreira mais lucrativa.

Agora, sabe o que a maioria desses investimentos citados acima têm em comum? São investimentos em empresas inovadoras.

Pense bem na inteligência artificial do Richarlison por exemplo. Ou no jogo de Counter Strike do Casemiro - quem pensou que esse seria um mercado tão lucrativo?

A frase mais falada dentro das empresas esse ano é: Precisamos inovar.

E é aí que você entra como profissional de inovação. Mas não um profissional de inovação qualquer… e sim aquele que sabe aplicá-la em qualquer empresa.

Como? Definindo o nível de maturidade que a empresa está e sabendo o que fazer em cada um desses níveis.

Se tornando um profissional desejado por qualquer “big company” que podemos pensar.

Você quer se tornar esse profissional? Então confira a masterclass gratuita que a Future Dojo liberou para você, em parceria com a Exame: 5 níveis para aplicar inovação em sua empresa