A página inicial está de cara nova Experimentar close button
  • BVSP 110.672,76 pts -3,3%
  • USD R$ 5,5850 +0,0002
  • EUR R$ 6,5041 +0,0072
  • ABEV3 R$ 15,13 -3,14%
  • BBAS3 R$ 30,81 -4,35%
  • BBDC4 R$ 21,15 -2,31%
  • BRFS3 R$ 24,12 -3,87%
  • BRKM3 R$ 57,77 -2,35%
  • BRML3 R$ 8,14 -5,13%
  • CSAN3 R$ 22,5 -3,27%
  • ELET3 R$ 39,4 -2,98%
  • EMBR3 R$ 25,11 -2,14%
  • Petróleo US$ 84,55 -0,62%
  • Ouro US$ 1.777,10 +0,37%
  • Prata US$ 24,01 +0,31%
  • Platina US$ 1.046,60 -0,05%

Vitória verde e amarela: Brasil é destaque no mercado de licenciamentos

SÃO PAULO, 21 de junho de 2017 /PRNewswire/ -- O setor de licenciamentos no Brasil vive um boom graças à entrada da cultura nerd e também às crianças, que ficam fissuradas pelos personagens que aparecem nos cinemas e televisões. Segundo a Associação Brasileira de Licenciamento (ABRAL), o faturamento do setor em 2016 foi de R$ 17,8 bilhões, um crescimento de 5% em relação ao ano anterior.

Alguns dos grandes nomes nacionais do segmento são dedicados ao mundo infantil: as novelas Carrossel e Chiquititas deram origem a mais de 500 produtos e, juntas, renderam cerca de R$ 215 milhões para o SBT só no varejo. A Galinha Pintadinha também é parte essencial nesse aumento, prova disso está no potencial do canal brasileiro no YouTube – que hoje reúne mais de 5 bilhões de views. Além do YouTube, a distribuição do conteúdo da Galinha Pintadinha se expande entre as diversas mídias digitais, como Netflix, Playkids e os aplicativos próprios, entre outras plataformas VOD – e a estratégia se repete pelos novos idiomas.

Outro gênero que caiu no gosto do grande público consumidor é o geek – como atestado pelas maiores bilheterias de cinema no país em 2016 – Capitão América: Guerra Civil, da Marvel; Batman vs Superman – A Origem da Justiça; e Esquadrão Suicida. No mercado de confecção – considerado o principal segmento licenciador – os grandes estúdios de cinema tornam-se verdadeiros parceiros. Eles prezam, acima de tudo, pela qualidade dos produtos (camisetas, bonés e até pequenos brindes) que são produzidos e comercializados, a fim de levar a marca e seus personagens às pessoas, com excelência. Um exemplo na área é a Piticas, marca com mais de 248 lojas pelo país e que chega a fabricar 17 mil camisetas diariamente, em sua fábrica composta por 500 funcionários.  Para se ter um panorama, só em 2016 foram vendidas 2 milhões de peças entre as franquias da Piticas.

Fazer isso bem-feito só traz benefícios, tanto às empresas – que registram resultados que sustentam a manutenção do próprio setor – quanto aos consumidores, que contam com itens condizentes com sua expectativa e continuam emocionando e fazendo sentido mesmo anos depois que o tal blockbuster sair de cartaz. Se o país continuar no caminho da atuação com materiais relevantes e divulgação certeira, não é difícil imaginá-lo como um destaque de personagens que farão sucesso não apenas por aqui, mas no mundo todo.

Informações à imprensa:
NB Press Comunicação
Contato: Amanda Abílio
Tel: 11 3254 6464
E-mail: amandaabilio@nbpress.com

FONTE Piticas e Galinha Pintadinha