A página inicial está de cara nova Experimentar close button
  • BVSP 102.224,26 pts -3,4%
  • USD R$ 5,6097 +0,0000
  • EUR R$ 6,3497 +0,0000
  • ABEV3 R$ 16,69 -3,13%
  • BBAS3 R$ 30,76 -3,30%
  • BBDC4 R$ 20,42 -4,00%
  • BRFS3 R$ 20,55 -4,68%
  • BRKM3 R$ 50,36 -2,76%
  • BRML3 R$ 8,05 -5,18%
  • CSAN3 R$ 21,3 -1,02%
  • ELET3 R$ 32,63 -2,92%
  • EMBR3 R$ 19,27 -8,41%
  • Petróleo US$ 71,59 +0,00%
  • Ouro US$ 1.835,50 +0,00%
  • Prata US$ 23,49 +0,00%
  • Platina US$ 958,70 +0,00%

Política de troca e desistência pode ser fator de compra para e-commerces

RIO DE JANEIRO, 8 de maio de 2018 /PRNewswire/ -- Segundo pesquisa realizada pelo Invesp, aproximadamente 30% dos produtos comprados online em todo o mundo acabam sendo devolvidos pelos clientes, enquanto que a média de devolução no varejo físico está próximo de 9%. Diversos fatores podem causar essa diferença, como o fato do cliente não ter contato com o produto antes da compra, confundindo-se com características importantes como o tamanho, funcionalidades ou facilidade de uso. Sendo assim, a logística reversa, quando o produto vai do consumidor para a loja, é algo de grande importância no relacionamento com o consumidor de e-commerce.

Pelo Código de Defesa do Consumidor, o cliente tem direito a desistir de uma compra realizada online ou solicitar a troca em até 7 dias, a partir da data de recebimento do produto. Porém quando esse processo é realizado de forma rápida e descomplicada, o e-commerce consegue evitar danos em sua credibilidade, chegando até mesmo a tornar um fator para fidelização do cliente. A mesma pesquisa do Invesp mostrou que 92% dos clientes tendem a retornar a fazer compras em sites onde realizaram a devolução de um produto em um processo simples.

"É essencial que esse momento de 'decepção' com o produto que comprou não acabe tornando-se também decepção com a loja. Em casos de desistência, tentamos compreender o por que do produto não ter atendido a expectativa do cliente e sugerimos a troca para um modelo mais próximo de sua necessidade. Assim não só reduzimos as perdas, como também deixamos uma boa imagem da loja para o cliente", explica Adriana Maia, da OfficeTotalShop.

Além disso a pesquisa do Invesp também mostrou que o conceito de logística reversa também é um fator de compra para muitos clientes. 67% dos consumidores online verificam a política sobre devolução de produtos de um site antes de fechar a compra, levando a crer que quanto mais simples e claros sejam os procedimentos de devolução, maior a confiança no e-commerce.

Tudo isso mostra que a logística reversa não deve ser considerado um transtorno para os e-commerces, mas sim um ponto importante no atendimento pós-venda, podendo resultar em uma melhor experiência para o consumidor, com grandes chances de retorno a médio e longo prazo.

OfficeTotalShop

Contato: Daniel Monteiro - (21) 3993-1862

FONTE OfficeTotalShop