• BVSP 119.710,03 pts -2,7%
  • USD R$ 5,3047 +0,0001
  • EUR R$ 6,4114 +0,0040
  • ABEV3 R$ 16,85 -0,12%
  • BBAS3 R$ 30,3 -0,82%
  • BBDC4 R$ 24,06 -2,20%
  • BRFS3 R$ 21,05 -1,54%
  • BRKM3 R$ 51,18 -1,78%
  • BRML3 R$ 10,17 -4,51%
  • BTOW3 R$ 58,5 -1,02%
  • CSAN3 R$ 21,19 -2,35%
  • ELET3 R$ 37,74 -4,62%
  • EMBR3 R$ 15,53 -5,54%
  • Petróleo US$ 68,44 -0,75%
  • Ouro US$ 1.819,60 +0,20%
  • Prata US$ 27,09 -0,06%
  • Platina US$ 1.221,00 +0,49%

Média de abandono de carrinho no e-commerce brasileiro em 2017 esteve acima de 80%

RIO DE JANEIRO, 5 de fevereiro de 2018 /PRNewswire/ -- O recente estudo E-Commerce Radar, com os resultados consolidados no comércio eletrônico brasileiro em 2017, apresentou importantes informações sobre o comportamento dos consumidores nos mais diversos segmentos. Entre os dados apresentados destaca-se a alta taxa do chamado "abandono de carrinho", em que o cliente seleciona os produtos que pretende comprar no site, porém não finaliza a venda. A média observada no E-Commerce Radar foi de 82% de carrinhos abandonados em 2017.

Apesar de elevada, a taxa de abandono de carrinho manteve-se estável em comparação aos anos anteriores. Porém o aumento do acesso por meio de dispositivos móveis surge como novo fator a ser trabalhado pelo mercado para transformar o abandono em conversões em venda.

"Hoje em dia é muito comum os consumidores realizarem pesquisas de preços, ou até mesmo 'reservar' os produtos desejados em um site utilizando o celular. Porém para a tomada de decisão eles ainda sentem-se mais seguros utilizando um desktop, onde pode analisar com maior cuidado as informações. Nesse sentido o abandono do carrinho pode representar uma desistência da compra, mas também pode ser uma venda a médio prazo", explica Anderson Martins da loja virtual ImpressorAjato.com, especializada em artigos para impressão.

Para o especialista, mesmo a alta taxa de abandono de carrinho sendo considerada normal, é necessário um trabalho constante para reduzir essa porcentagem, em grande parte ligada a UX, como é chamada a experiência do usuário ao navegar no site. Fatores como falta de informação, tempo de carregamento de página ou mesmo preenchimento de pesquisas e cadastros são capazes de fazer o consumidor preferir adquirir o produto desejado em outra loja.

"Em muito sites não é possível saber o valor do frete diretamente na página do produto, sendo o consumidor obrigado a colocar o produto no carrinho para só assim saber o custo e prazo de entrega. São detalhes como esse que torna a navegação mais demorada e difícil para o cliente, e isso pode afetar na decisão de compra".

Segundo o Radar E-commerce, o segmento de eletrônicos obteve a menor porcentagem de abandono de carrinho, com 69,1%, enquanto materiais artísticos e tabacaria ficaram com as maiores taxas, 90,3% e 91,3%, respectivamente.

ImpressorAjato.com 
Contato: Daniel Monteiro - (21) 3993-1862

FONTE ImpressorAjato.com