• BVSP 129.441,03 pts -0,5%
  • USD R$ 5,1163 +0,0000
  • EUR R$ 6,1948 +0,0000
  • ABEV3 R$ 18,95 -1,92%
  • BBAS3 R$ 35,36 -0,39%
  • BBDC4 R$ 28,05 -0,36%
  • BRFS3 R$ 29,09 +4,08%
  • BRKM3 R$ 57,45 -3,38%
  • BRML3 R$ 11,27 -2,84%
  • BTOW3 R$ 67,41 -1,04%
  • CSAN3 R$ 25,68 +0,67%
  • ELET3 R$ 45,25 -0,15%
  • EMBR3 R$ 20,93 +4,65%
  • Petróleo US$ 72,11 +0,00%
  • Ouro US$ 1.883,70 +0,00%
  • Prata US$ 28,16 +0,00%
  • Platina US$ 1.152,70 +0,00%

Artentika, empresa controlada por suíços, patenteia tecnologia contra fraude em arte

LUGANO, Suíça, 6 de junho de 2017 /PRNewswire/ -- Em um grande passo para acabar com a fraude na arte, a Artentika (Pty) Ltd, startup sul-africana controlada por interesses suíços, anuncia que acaba de enviar registro de patentes para duas tecnologias inovadoras desenvolvidas para determinar a autenticidade de um objet d'art.

Logo - http://mma.prnewswire.com/media/519493/Artentika_Logo.jpg

De acordo com o CEO da Artentika, Albertus Geldenhuys: "Nossas invenções usam tecnologia quantum ou DNA, em conjunto com outras técnicas, para produzir uma apresentação complexa da obra. A interação do artista com suas ferramentas e materiais transmite uma "digital" distintiva; quando a composição molecular dos materiais é acrescentada, obtém-se um "artomatrix™" multifatorial e exclusivo impossível de ser replicado."

Geldenhuys e sua equipe tiveram décadas de experiência em biometria digital em grandes sistemas forenses e instalações de controle de acesso, tendo desenvolvido ambos em ambientes de terceiro mundo e de alta tecnologia. "Graças a nossa capacidade única de extrair dados úteis de digitais praticamente indetectáveis, a FIFA - por meio de uma empresa associada - nos escolheu para instalar um sistema de controle de acesso digital em seu escritório-sede em Zurique", declarou Geldenhuys. Também atraído à tecnologia quântica, Geldenhuys co-inventou e patenteou várias tecnologias com autenticação de objeto e humana. "No entanto, há quatro anos, foi a identificação digital automatizada que nos motivou a pesquisar um Sistema de Autenticação Automatizado de Arte (AAAS, Automated Art Authentication System)™, explica ele.

A Artentika faz uso de dispositivos portáteis para permitir a coleta de dados no campo. Geldenhuys enfatiza que "é oneroso e caro transferir uma pintura de uma residência, oficina ou deposito aduaneiro  para um laboratório, e lá sempre existe o risco de danos, roubo ou substituição. Se escolhermos a rota do quantum, usamos um dispositivo multifuncional do tamanho de uma maleta. Uma varredura por scanner pode levar menos de quatro minutos. Em seguida, criamos um banco de dados de referência digitalizando várias obras do mesmo artista e comparar a obra sob investigação com esse banco de dados. Emitimos nosso relatório dentro de 24 horas. Se for necessário usar DNA, por exemplo, quando não existem obras adicionais ou se estão inacessíveis, o processo consome mais tempo e poderia ser necessário dias, ou mesmo meses."

O Serviço de Autenticação de Arte Suíço da Artentika estará à disposição no período outono do hemisfério norte deste ano. Além dos colecionadores, a empresa antecipa que seus clientes sejam museus, casas de leilão, instituições financeiras, companhias de seguro e agências governamentais. "Certamente, estamos buscando solucionar alguns dos mistérios mais intrigantes do mundo da arte", concluir Geldenhuys.

http://www.artentika.art/

FONTE Artentika (Pty) Ltd