Receita de dados da TIM deve superar a de voz

A companhia espera crescimento significativo, da ordem de dois dígitos ao longo de 2016

São Paulo - O presidente da TIM Participações, Rodrigo Abreu, disse ontem que as receitas de dados da operadora devem superar o faturamento com voz este ano.

"Esperamos que o ritmo (de alta na receita de dados) ao longo do tempo diminua da casa de 40% ou 50%, mas ainda esperamos crescimento significativo, da ordem de dois dígitos ao longo de 2016", disse o executivo em teleconferência após a divulgação dos resultados do quatro trimestre.

"Dados devem passar a ser nossa principal receita (este ano)." 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.