Receita da Huawei sobe 30% apesar de proibição dos EUA, diz Bloomberg

Empresa teria recompensado vários funcionários por ajudar a acelerar as receitas, acrescentou a Bloomberg

A receita da Huawei cresceu cerca de 30% no primeiro semestre depois que equipes garantiram suprimentos críticos para manter a produção, apesar das restrições de exportação de tecnologia dos EUA, informou a Bloomberg nesta terça-feira, citando pessoas a par do assunto.

O crescimento de receita da Huawei de 30% no primeiro semestre é uma desaceleração ante os 39% nos primeiros três meses de 2019, mas está em alta em relação a 2018, informou a Bloomberg.

Até agora, a Huawei conseguiu aumentar a receita agressivamente ao fechar contratos de equipamentos de rede 5G, segundo a Bloomberg.

A empresa teria recompensado vários funcionários por ajudar a acelerar as receitas, apesar da proibição dos EUA, acrescentou a Bloomberg.

A Huawei se recusou a comentar a matéria da Bloomberg.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.