Queremos estar no top 3 de marcas na AL, diz chairman da Nissan

Para consolidar esse projeto, a montadora começará a vender a nova versão da Frontier no Brasil no primeiro trimestre do ano que vem
Nissan: para presidente da montadora no Brasil, 2016 foi o ano mais importante de sua história no país (foto/Reuters)
Nissan: para presidente da montadora no Brasil, 2016 foi o ano mais importante de sua história no país (foto/Reuters)
L
Luísa Melo

Publicado em 08/11/2016 às 14:53.

Última atualização em 08/11/2016 às 14:54.

São Paulo - "Queremos estar no top 3 das marcas na América Latina e o Brasil é muito importante nessa estratégia", disse o chairman da Nissan para a região, José Luis Valls.

O executivo fez a afirmação durante coletiva de imprensa no Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, nesta terça-feira (8).

Para consolidar esse projeto, a montadora começará a vender a nova versão da Frontier no Brasil no primeiro trimestre do ano que vem. Será a 12ª geração da picape.

Também está começando a produzir na planta de Resende, no Rio de Janeiro, o Kicks, carro desenvolvido especialmente para o Brasil, um investimento de 750 milhões de reais.

O modelo acaba de ganhar uma versão SUV, que chega ao mercado no fim do mês.

O presidente da companhia no Brasil, François Dossa, disse que 2016 foi o ano mais importante da história da montadora por aqui.

Patrocinadora da Olimpíada do Rio, ela fez um anúncio global no país pela primeira vez, durante os Jogos. Foi quando ela apresentou o Kicks.

Dossa não revelou novos investimentos e nem abriu os números de vendas locais, mas disse que a empresa "vai continuar com planos ambiciosos para o Brasil".