Apresentado por MIURA INVESTIMENTOS

Quatro motivos para escolher a Miura Investimentos. E outros mais

Recém-plugado ao BTG Pactual, escritório de agentes autônomos de investimentos fundado em Campinas se expande para outras regiões do país

Por exame.solutions
Publicado em 24/05/2021 09:00
Última atualização em 24/05/2021 08:38

Tempo de Leitura: 5 min de leitura

Números são a base do mercado financeiro. No caso da Miura Investimentos, escritório de agentes autônomos independentes que em janeiro deste ano se associou à plataforma do BTG Pactual, os números ajudam a contar uma história de sucesso. A Miura está há 12 anos estabelecida no mercado financeiro, desde que a matriz foi fundada em Campinas, em 2009, por Diego Ramiro, presidente da Associação Brasileira de Agentes Autônomos de Investimentos (ABAAI).

Atual CEO, Ramiro tem quatro sócios, os executivos Pedro Lopes, Fábio Biral, Mayros Gama e Lourenço Neto, que lideram uma equipe de 30 assessores de investimentos, em oito escritórios localizados em três regiões do país – a nona unidade está a caminho. “As filiais são pontos estratégicos que a gente levantou junto com o BTG, com oportunidades que surgiram para escritórios a ser incorporados”, diz Fábio Biral, sócio da Miura Investimentos.

Essa abrangência se expande também para os diferentes perfis de clientes e para a atuação do escritório. “Aqui nós desmistificamos o conceito de que é preciso ter muito dinheiro para investir e apostamos no atendimento 360, tendo como ponto de partida a educação financeira”, diz Mayros Gama, sócio da Mi Capital.

Sócios da Miura Investimentos: juntos, eles lideram uma equipe de 30 assessores (Miura Investimentos/Divulgação)

Conheça quatro motivos pelos quais a Miura se destaca no mercado de investimentos: 

1.  Atendimento 360, com time de especialistas

Além dos assessores de investimentos, inclusive com soluções diferenciadas no setor imobiliário, a Miura conta com especialistas em diversas áreas: gestão do patrimônio, investimento no exterior, crédito, sucessão, previdência privada e seguros, por exemplo.

“Sabemos que os investidores precisam mais do que simplesmente aplicar o dinheiro”, diz o sócio Pedro Lopes. “Nossa proposta é tornar o conhecimento acessível e trazer desde o pequeno investidor iniciante até o cliente mais experiente do segmento corporate”.

São quatro os segmentos de atendimento:

1. Digital, com clientes dispostos a investir de 35 reais até 100.000 reais, e que recebem atendimento personalizado via WhatsApp, e-mail e telefone;

2. Pleno: clientes com investimentos de 100.000 a 1 milhão de reais são atendidos de forma presencial por assessores certificados pela Ancord;

3. Private: clientes com investimentos acima de 1 milhão de reais têm acesso a produtos específicos e são atendidos por assessores com certificação internacional CFP® (Certified Financial Planner);

4. Corporate: clientes com recursos investidos acima de 10 milhões de reais são orientados por especialistas em empresas e family office.

Em todos esses segmentos o cliente Miura tem à disposição serviços que vão além da assessoria de investimentos personalizada. São identificados o perfil e o momento de vida de cada cliente, para que seus objetivos sejam alcançados no curto, médio e longo prazos. “É o que nós chamamos de atendimento 360”, diz Lourenço Neto. “Nossos especialistas vão apresentar ao cliente uma gama de experiências capaz de oferecer resultados financeiros de acordo com os objetivos traçados.”

2. Educação financeira

Na visão da Miura a educação financeira é primordial para mudar a forma como o investidor aplica seu dinheiro e compreende o mercado. “A Miura tem a educação financeira em seu DNA”, diz Mayros Gama. No período pré-pandemia, a empresa era conhecida por organizar eventos presenciais nos quais reunia experts do mercado, como gestores de fundos, e os clientes. Desde 2020, os eventos passaram a ser digitais, com lives e webinars.

“Hoje em dia há muitas ferramentas e canais que falam para o cliente investir diretamente. Nosso papel é produzir e levar um conteúdo de qualidade e com respaldo técnico e de confiança aos investidores”, diz Gama. E por meio de uma parceria com EXAME Academy,  a Miura oferece cursos de preparação, qualificação e atualização aos clientes e assessores de investimento que querem formar uma carreira sólida no mercado financeiro.

3. Plano de carreira para o assessor autônomo de investimentos

Como se vê, o DNA educacional da empresa não tem impacto apenas na vida dos clientes. A Miura aposta também no potencial de seus assessores e auxilia no processo de formação e qualificação desses profissionais, com apoio a cursos e certificações, além da oferta de plano de carreira.

“Esse apoio à qualificação do assessor visa mantê-lo sempre atualizado com as novidades do mercado e dos produtos de investimento para que ele possa atender às demandas do cliente”, diz Mayros Gama. (Clique aqui para fazer parte da equipe de assessores de investimentos da Miura e se inscreva clicando em “Seja um Assessor”).

4. Expansão nacional dos escritórios

Ao firmar parceria com o BTG Pactual, a Miura posiciona uma clara estratégia de expansão, com a abertura de escritórios em localizações carentes ou com alta demanda de assessoria financeira. Seja por meio da construção ou da incorporação de outros escritórios, a Miura conclui o primeiro semestre de 2021 com oito unidades no Brasil: Campinas, Rio Claro, Sorocaba, Brasília, Goiânia, Londrina, Rio de Janeiro e Registro, onde está a filial mais recente.

Nesse escritório aberto no Vale do Ribeira (SP), o foco é o segmento private, com serviços exclusivos de gestão de grandes patrimônios, crédito corporativo, asset management, câmbio, seguros e previdência. “Esse escritório é um divisor de águas, pois dá aos clientes do Vale do Ribeira a opção que só encontravam em grandes centros”, diz Clóvis Sauer, sócio da Miura em Registro, ao lado de Thais Ferri. “Sabemos que o conhecimento empodera os indivíduos, proporciona a evolução das famílias e, consequentemente, da região em que estão.”

Já o escritório da Miura no Rio de Janeiro nasceu da união com a Laks Investimentos e tem como head o executivo Flávio Cohen. “A Miura acredita que podemos mudar a maneira como o brasileiro investe”, diz Cohen. “Não somos apenas um escritório de robôs, mas um escritório de investimentos formado por pessoas que cuidam de outras pessoas e de suas famílias”. A próxima parada será o Nordeste, com uma base fincada em São Luís (MA).

Clique aqui para falar com um assessor.


Veja Também