Negócios
Acompanhe:

Por que o 11.11, o Dia dos Solteiros na China, se tornou uma data importante para o varejo?

Data que começou como uma brincadeira de universitários foi capitalizada por varejistas e, só no ano passado, movimentou US$ 139 bilhões em vendas na China

Propaganda promovendo o Dia dos Solteiros do Alibaba em Xangai, na China: gigante do e-commerce popularizou a data e quebra recordes de vendas ano após ano (Aly Song/Reuters)

Propaganda promovendo o Dia dos Solteiros do Alibaba em Xangai, na China: gigante do e-commerce popularizou a data e quebra recordes de vendas ano após ano (Aly Song/Reuters)

L
Luciana Lima

11 de novembro de 2022, 06h06

Hoje, dia 11 de novembro, é celebrado o "Dia dos Solteiros" ou Double Eleven (duplo onze) na China. A data, que surgiu como uma brincadeira de um grupo de universitários querendo celebrar a solteirice, acabou se tornando um dos períodos de maior importância para o varejo on-line chinês, superando até mesmo a Black Friday. 

Veja descontos, dicas e outros conteúdos publicados pela EXAME sobre a Black Friday 2022!

Quando surgiu o Dia dos Solteiros?

A origem do feriado é um tanto incerta, mas a versão mais aceita é de que ele foi criado, em 1993, por jovens estudantes da Universidade de Nanquim como um evento contrário ao Dia dos Namorados. Daí os quatro "uns" solitários. A data caiu no gosto dos chineses e, desde então, passou a ser celebrada no país.

Mas, se a origem do feriado em si é imprecisa, a transformação dele em data comercial é bem conhecida: aconteceu em 2009, quando o Grupo Alibaba resolveu utilizar a ocasião para oferecer grandes descontos, incentivando que as pessoas comprassem presentes para si mesmas.

A moda pegou, e depois diversas varejistas seguiram o conglomerado de Jack Ma, oferecendo facilidades como descontos, cashback e frete grátis durante o dia 11/11.

Por lá, a o período se tornou tão forte que, ainda em 2015, o e-commerce chinês faturou US$ 14,3 bilhões, cinco vezes mais que a Black Friday e a Cyber Monday, duas importantes datas comerciais norte-americanas.

No ano passado, sozinho, o Grupo Alibaba atingiu um volume bruto de mercadorias (GMV) que totalizaram US$ 84,5 bilhões durante os 11 primeiros dias de novembro, até o feriado do Dia dos Solteiros.

No total, em 2021, o 11.11 movimentou US$ 139 bilhões em vendas na China, batendo todos os recordes de anos anteriores.

Quais lojas brasileiras participam do 11.11?

No Brasil, o nome de batismo do feriado, "Dia dos Solteiros", não caiu no gosto popular. Mesmo assim, diversas empresas se aproveitam da data para oferecer descontos, com o pretexto de ser um "Esquenta Black Friday".

Neste ano, a Americanas, por exemplo, já anunciou uma super-live para esta sexta-feira, que vai reunir influenciadores como Camilla de Lucas, Bianca Andrade, Vanessa Lopes, Gil do Vigor e Gkay, com descontos de até 80%. 

Outra que importou a data para o Brasil foi a Shopee que, a partir desta sexta-feira, irá oferecer uma série de benefícios para os clientes brasileiros, como cupons promocionais, frete grátis e descontos de até 50%.

O que é Black Friday?

A Black Friday é um evento comercial, conhecido pelos descontos em produtos de diversas categorias, tanto em estabelecimentos físicos quanto em lojas online.

Como surgiu a Black Friday?

A data da Black Friday surgiu nos Estados Unidos e sempre acontece na última sexta-feira do mês de novembro, uma semana após o feriado de Ação de Graças.

Quando começou a Black Friday no Brasil?

A primeira Black Friday no Brasil foi realizada em 2010. Cerca de 50 lojas do varejo nacional adotaram a data já utilizada nos Estados Unidos e conhecida pelo grande número de vendas de produtos com descontos.

LEIA TAMBÉM

KaBuM!: os eletroeletrônicos em desconto na varejista na Black Friday 2022

Black Friday tem vinhos 70% mais baratos, cashback e adega grátis em novembro