Plataforma P-76, da Petrobras, inicia operação no campo de Búzios

A P-76 tem capacidade para processar diariamente até 150 mil barris de óleo e comprimir até 6 milhões de metros cúbicos de gás natural

São Paulo – A Petrobras iniciou nesta quarta-feira a produção de petróleo e gás natural da P-76, terceira plataforma a entrar em produção no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos, conforme comunicado divulgado ao mercado.

A P-76 tem capacidade para processar diariamente até 150 mil barris de óleo e comprimir até 6 milhões de metros cúbicos de gás natural. Trata-se da segunda plataforma a entrar em operação em 2019, do total de quatro previstas para este ano.

O projeto prevê a interligação da P-76 a dez poços produtores e sete poços injetores. O escoamento da produção de petróleo será feito por navios aliviadores, enquanto a produção de gás será escoada pelas rotas de gasodutos do pré-sal, segundo a estatal.

A petroleira destacou que o campo de Búzios foi descoberto em 2010 e é o principal sob o contrato da cessão onerosa. O campo teve seu início de produção em abril de 2018, estando prevista a entrada em operação de mais uma plataforma, a P-77, neste ano.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.