Negócios
Acompanhe:

Plataforma de investimento coletivo para startups de agronegócio recebe aporte de R$ 500 mil

Criada há seis meses, a Arara Seed contribuiu na captação de mais de 2 milhões de reais para investimentos em duas startups do agronegócio

Henrique Galvani, da Arara Seed: quando a gente olha para o mercado de agro e food, a gente não tem dúvidas que o caminho é apoiar esses empreendedores que alimentarão o mundo (Arara Seed/Divulgação)

Henrique Galvani, da Arara Seed: quando a gente olha para o mercado de agro e food, a gente não tem dúvidas que o caminho é apoiar esses empreendedores que alimentarão o mundo (Arara Seed/Divulgação)

M
Marcos Bonfim

21 de janeiro de 2023, 08h31

A Arara Seed, plataforma de investimento coletivo para startup do agronegócio, acaba de receber um aporte no valor de 500 mil reais. A empresa nasceu em meados do ano passado dentro da BLB Ventures, venture builder do grupo BLB Brasil, companhia de auditores criada em 2003 no interior de São Paulo.

Os recursos vieram do fundo de investimentos Rural Ventures, também dedicado à cadeia de negócios do agro. Além do montante inicial, o fundo tem o compromisso de colocar mais 3 milhões de reais em startups escolhidas pela Arara neste ano e liderar algumas das rodadas previstas.

A relação entre as duas empresas começou quando a Rural investir em um dos negócios que a Arara colocou na plataforma, a Agroboard, startup de análise e precificação de commodities do agro. O fundo liderou a rodada de investimentos com o desembolso de 80% valor captado de 1,5 milhão de reais.

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio.

A operação foi a segunda da Arara, que iniciou os trabalhos com a Veroo Cafés, também de Ribeirão Preto. Na plataforma, a startup conseguiu aporte de Veroo Cafés de 805 mil reais.

Como os recursos devem ser usados

Com mais de 2 milhões aportados nas duas primeiras startups em pouco mais de seis meses, o objetivo da Arara Seed para 2023 é ampliar o valor de captação e números de empresas.

Na projeção, quer movimentar mais de 6 milhões de reais no ano, considerando em torno de R$ 1 milhão por ativo.

O caminho escolhido pelo veículo de investimento é procurar startups cuja atuação seja em áreas como  biofertilizantes, SaaS de gestão de commodity e agrofintech a projetos de plant-based, hortas verticais e marcas nativas digitais.

“Quando a gente olha para o mercado de agro e food, a gente não tem dúvidas que o caminho é apoiar esses empreendedores que alimentarão o mundo”, afirma Henrique Galvani, COO e sócio-fundador da Arara Seed. O executivo chegou à BLB Brasil em 2013 como trainee de auditorial contábil e atualmente é um dos líderes da frente de investimentos que nasceram dentro do grupo.

Para alcançar os objetivos, a Arara pretende investir na construção de marca - também ampliando o conhecimento sobre o modelo de investimentos coletivo -, aprimorar a tecnologia e incrementar o time, hoje composto por 12 pessoas, entre eles, os sete sócios-fundadores.

A expectativa da empresa é de faturar R$ 700 mil no até dezembro, valor bem acima dos 100 mil ao longo dos primeiros meses de vida em 2022.

LEIA TAMBÉM:

De botequeiro a empreendedor: ele fatura R$ 2,5 milhões com a venda de cachaça de jambu

Especialista em PIX, startup de gestão de pagamentos recebe aporte de R$ 7 milhões

Startup com foco em crianças com autismo recebe aporte de mais de R$ 50 milhões

Escola de tecnologia de tricampeão brasileiro de robótica capta mais de R$ 23 milhões