Petrobras produz no país 1,933 mi barris/dia de petróleo

A produção de petróleo e gás natural da empresa no Brasil, em abril, foi de 2,335 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed)

São Paulo - A produção de petróleo da Petrobras no Brasil atingiu a média de 1,933 milhão de barris por dia (bpd) em abril, superando em 0,4% a produção de março, que foi de 1,926 milhão bpd.

Incluindo-se a parcela operada pela Petrobras para seus parceiros no Brasil, atingiu 2,034 milhões bpd, que indica um aumento de 0,4 % na comparação com o mês anterior, informou a empresa em comunicado.

A produção de petróleo e gás natural da empresa no Brasil, em abril, foi de 2,335 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), acima do volume produzido em março (2,331 milhões boed).

Se incluída a parcela da produção operada pela Petrobras para suas parceiras no Brasil, atingiu a marca de 2,487 milhões boed, 0,2% acima da produção alcançada em março.

Pré-sal

No pré-sal das bacias de Santos e Campos, o aumento da produção em abril foi de 4%, chegando a um volume de 411 mil bpd, o que configurou novo recorde mensal.

Em março, a produção média mensal do pré-sal, incluído o volume próprio e o operado para seus parceiros, foi de 395 mil bpd.

De acordo com a empresa, no dia 15 de abril foi batido recorde diário de produção no pré-sal, com o patamar de 428 mil barris por dia.

Em 18 de abril, novo recorde diário de produção foi atingido, com a extração de 444 mil barris diários, devido ao crescimento da produção da plataforma P-58 e da entrada de novo poço ligado à boia de sustentação de riser (BSR) instalada no campo de Sapinhoá.

No dia 11 de maio esse recorde diário foi novamente superado, quando a produção no pré-sal alcançou 470 mil barris por dia.

"Esse resultado se deveu à entrada em operação, no dia 9 de maio, do poço 7-LL-22D-RJS, interligado ao FPSO (navio-plataforma) Cidade de Paraty, no campo de Lula, por meio de uma boia de sustentação de risers (BSR), tecnologia pioneira de sustentação de tubulações por meio de boias submersas."

Trata-se do terceiro poço interligado utilizando a tecnologia BSR e o primeiro conectado ao FPSO Cidade de Paraty.

Em abril, a produção de gás da Petrobras somou 64 milhões de metros cúbicos, mesmo nível do mês anterior. Incluída a parcela operada pela Petrobras para as empresas associadas, o volume alcançou 72,080 milhões, em linha com o volume de março.

A exportação do gás produzido pelo FPSO Cidade de São Paulo começou a ocorrer a partir de abril.

Produção no exterior

A extração total de petróleo e gás natural no exterior, em abril, foi de 225,4 mil boed, aumento de 2,7 % em relação aos 219,6 mil boed produzidos no mês anterior. A produção de petróleo foi de 128,9 mil bpd, 1,6 % acima dos 126,9 mil bpd produzidos em março.

Já a produção de gás natural foi de 16,395 milhões m3/d, 4,1% acima dos 15,744 milhões m3/d produzidos em março.

Esse incremento na produção de petróleo e gás natural em abril resulta principalmente da entrada de novos poços no Campo de Kinteroni, Lote 57, no Peru, segundo comunicado.

"Acrescentado o volume produzido no exterior, a produção total da Petrobras de petróleo e gás em abril chegou a 2,560 milhões boed, 0,4 % acima do volume extraído no mês anterior, que foi de 2,550 milhões boed."

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.