Negócios
Acompanhe:

O que é permacultura? Entenda como ela funciona

O melhor aproveitamento de recursos é um dos princípios básicos da sustentabilidade

A permacultura maximiza o uso de recursos na agricultura (Matthew Smith/Unsplash)

A permacultura maximiza o uso de recursos na agricultura (Matthew Smith/Unsplash)

D
Da Redação

30 de dezembro de 2022, 07h30

A permacultura considera a forma como usamos nossos recursos, como alimentos, energia, abrigo e outras necessidades para obter mais com menos, ou seja, aumentar a eficiência na utilização desses recursos. Essa é a essência da permacultura.

Através desse conceito, é possível ser mais produtivo com menos esforço. Isso resulta em benefícios para o meio ambiente, para nós mesmos e para as gerações futuras. 

O que é permacultura?

A palavra permacultura é um acrônimo para as palavras “permanente” + “agricultura”. A permacultura é uma filosofia de vida sustentável e holística, ela trabalha com a natureza e não contra ela.

Partindo do preceito de que, na natureza, os ecossistemas se regeneram e se sustentam, os praticantes de permacultura observam esses processos naturais e os recriam. Esses conceitos são aplicados em vários campos, desde a agricultura até habitação, educação e  economia.

Quais são os princípios da permacultura?

A permacultura encoraja as pessoas a serem engenhosas e autossuficientes. Não é um dogma ou uma religião, mas um sistema de ecodesign que ajuda a encontrar soluções para os muitos problemas enfrentados local e globalmente.

O cuidado futuro integra limites ao crescimento porque entende que vivemos em um planeta finito com recursos finitos. Por isso, os princípios da permacultura visam fazer com que todas as partes trabalhem juntas da forma mais eficiente possível. Isso faz com que todo o potencial dos recursos da terra possa ser valorizado. 

Observação e interação

Quando nos concentramos em uma paisagem 24 horas por dia, 7 dias por semana, com o objetivo de entender sua personalidade e essência, é possível aprender a responder às seguintes perguntas:

  • Como a luz do sol, o vento e a água passam por ele?
  • Que padrões surgirão nas quatro estações?
  • Quais espécies de plantas naturalmente querem crescer lá?
  • Algum animal selvagem de qualquer tipo se aventurou na terra? Eles têm rotas, horários ou estações específicas para o seu evento?
  • Por quais componentes da paisagem eles são atraídos?

As anotações economizam tempo e esforço. Por exemplo, se você se mudar para uma nova casa no meio do verão, pode não perceber as áreas inundadas na primavera.

Conexão e integração das peças

Muitas vezes as pessoas acham que precisam fazer de tudo para ter uma horta super produtiva. No entanto, a produtividade não depende necessariamente de quanto material é produzido, ou seja, número de linhas de cultivo, número de árvores frutíferas, etc.

A produtividade e a resiliência aumentam à medida que as pessoas têm mais conectividade entre os componentes que possuem. Por exemplo, se uma pessoa coleta restos de comida e nunca vai para a caixa de compostagem porque fica nos fundos da propriedade e é inacessível, diríamos que os restos de comida e a caixa de compostagem não estão conectados.

Ao aproximar a caixa de compostagem, os dois componentes podem ser conectados, transformando restos de comida em solo fértil e evitando o desperdício de recursos valiosos. Desse modo, ao conectar e integrar componentes, todo o sistema pode operar com mais eficiência.

Captura e armazenamento de energia e materiais

Aqui, o trabalho é capturar e armazenar fluxos úteis que podem ser reinvestidos para aumentar os rendimentos ou aumentar a biodiversidade

Por exemplo, a captação de água da chuva pode ser reinvestida para reduzir a necessidade de irrigação e aumentar a biodiversidade.

No entanto, as estratégias para lidar com as águas pluviais variam de local para local, dependendo da precipitação, tipo de solo e declive. Portanto, o processo de design de permacultura ajuda a combinar necessidades e condições com estratégias e técnicas apropriadas.

Permacultura e design

Muitas pessoas não conseguem conectar a permacultura com o design. O design, no entanto, é a combinação consciente de conceitos, materiais, técnicas e estratégias para um propósito específico.

Desse modo, observando todas as possibilidades interessantes que a permacultura oferece, é fácil apontar para a diversidade de tecnologias e técnicas “verdes” que podem ser conectadas ao design. 

A natureza está repleta de exemplos de relacionamentos benéficos que nos mostram o como o design natural do ambiente pode criar um sistema autossustentável ​​que atende às necessidades humanas. 

Um exemplo são as árvores altas que fornecem sombra e as árvores baixas que se dão bem na sombra. As árvores superiores fornecem materiais de construção e lenha, e as árvores inferiores fornecem alimentos.

Sendo assim, tais considerações de design fornecem critérios claros de como qualquer design de permacultura deve funcionar. Ao projetar sistemas com base nessas diretrizes que atendam às necessidades humanas e, em simultâneo, apoiem ecossistemas inteiros, estaremos no caminho de uma sociedade humana sustentável.