Peça Rara: Deborah Secco é nova sócia da franquia de brechós que fatura R$ 37 milhões

Rede faz parte do portfólio do empresário José Carlos Semenzato. Expectativa é dobrar quantidade de lojas e faturar R$ 120 milhões em 2022
Peça Rara: Bruna Vasconi, Deborah Secco e José Carlos Semenzato (Peça Rara/Divulgação)
Peça Rara: Bruna Vasconi, Deborah Secco e José Carlos Semenzato (Peça Rara/Divulgação)
I
Isabela RovarotoPublicado em 24/06/2022 às 11:08.

A rede de brechós Peça Rara recebe investimento da SMZTO, fundo de private equity especializado em franquias, desde o ano passado. Depois de chamar a atenção do empresário José Carlos Semenzato, a marca que fatura R$ 37 milhões com a venda de peças usadas ganha uma nova sócia: a atriz Deborah Secco.

Assine a newsletter EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio.

Em entrevista à EXAME na ABF Franchising Expo 2022, a atriz conta que começou se interessar pela moda circular com a maternidade. "As crianças crescem muito rápido e sempre precisam de roupas novas. É muita coisa nova que fica sem uso em pouco tempo", explica.

Secco começou a pesquisar sobre o tema e conheceu a rede de franquias Peça Rara, fundada há 15 anos pela empreendedora Bruna Vasconi, em Brasília, e que compõe o portfólio da SMZTO. “Eu fiquei encantada com o trabalho da marca. Todo o discurso de sustentabilidade e consumo consciente é aplicado na prática. Eu tinha um amigo em comum com o Semenzato, que fez essa ponte”, conta a atriz.

Com produtos organizados por tamanho, cor e seções femininas e infantis, a Peça Rara trabalha somente com itens em ótimo estado. A rede tem cerca de 100 mil fornecedores cadastrados, e cada uma das 50 lojas da rede recebe em média 500 novas peças por dia. A expectativa é dobrar o número de lojas e faturar R$ 120 milhões em 2022.

Secco será sócia e embaixadora da marca. A ideia é usar o alcance da atriz para impulsionar o mercado de segunda mão e o debate sobre consumo consciente. "Nós temos tantas coisas no nosso armário que não fazem mais sentido pra gente, mas que ainda fazem sentido para outras pessoas. Quero trazer para o grande público a importância de repensar a nossa forma de consumir e apresentar a Peça Rara como alternativa".

A Peça Rara entrou no franchising em 2019. As lojas franqueadas contam com no mínimo 250 metros quadrados. O investimento inicial para a abertura de uma unidade é de R$ 380 mil, o faturamento bruto médio mensal é de R$ 190 mil, com uma lucratividade média de 14%.

“A mudança de comportamento do consumidor tem feito com que ele dedique cada vez mais parte do seu orçamento para compras conscientes e de qualidade. Neste sentido, a Peça Rara tem se destacado e tem um grande mercado para explorar”, afirma José Carlos Semenzato, fundador e presidente do Conselho da SMZTO.

VEJA TAMBÉM:

De Ragazzo a Yes! Idiomas: franquias lançam modelos a partir de R$ 30 mil na ABF Expo

Veja quais são as maiores microfranquias do Brasil em 2022

Maior evento de franquias do Brasil começa nesta quarta; redes anunciam novidades

Ex-feirante do interior de Goiás fatura R$ 25 mi com salão de beleza sem hora marcada

Grupo de franquias fatura R$ 100 milhões e revela plano de expansão

Honestidade como modelo de negócio? Mercadinho sem vendedor cresce 400% em um ano