Otimista, Mercedes já contratou mil pessoas para fábrica de SP

Mercedes-Benz fechou o ano de 2020 novamente como a fabricante líder nas vendas de veículos comerciais no Brasil

A Mercedes-Benz Brasil pretende entregar até 2022 um investimento de R$ 2,4 bilhões. A maior parte dos investimentos é voltada para a linha de veículos pesados. Com uma visão positiva para seu negócio, o grupo contratou mil pessoas no começo deste ano de 2021 para a fábrica de São Bernardo do Campo.

A Mercedes-Benz fechou o ano de 2020 novamente como a fabricante líder nas vendas de veículos comerciais no Brasil.

No mês de janeiro de 2021, a Mercedes-Benz ampliou sua liderança nas vendas de caminhões para 36,7%, com 2.527 unidades emplacadas, 15% a mais em relação às 2.194 unidades do mesmo mês do ano passado.

No segmento de ônibus, com aproximadamente 47% de participação, manteve sua tradicional liderança de 64 anos. Estas posições seguem mantidas neste início de 2021.

Segundo a empresa, o Brasil é o maior mercado para a marca no segmento de caminhões pesados.

O otimismo da Mercedes se restringe apenas ao mercado de veículos pesados. Após a Ford anunciar a saída do país, a Mercedes também anunciou que fecharia a fábrica da fábrica de Iracemápolis (SP) fecharia. As instalações eram focadas em automóveis.

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.