"Oficialmente, nada nos foi informado", diz Novaes sobre substituto no BB

André Guilherme Brandão, do HSBC, foi apontado como o sucessor de Novaes. Paulo Guedes e o executivo gostariam que ele permanecesse no governo

A dança das cadeiras no Banco do Brasil acontece a passos lentos. Rubem Novaes, presidente do banco, que recentemente anunciou que vai deixar o cargo, disse que "oficialmente, nada nos foi informado" sobre o seu substituto. "Alguns nomes estão surgindo, dependendo de quem for escolhido vai demorar mais ou menos para a posse. A minha experiência é que, enquanto não sai no Diário Oficial... às vezes, até depois do Diário Oficial muda", afirmou Novaes, seguido de uma risada, em teleconferência com jornalistas na manhã desta quinta-feira, 6.

É bom lembrar que André Guilherme Brandão, presidente do HSBC, foi apontado como o sucessor de Novaes. "Meu compromisso é aguardar até que a definição do sucessor. Tem alguns passos a serem tomados até a pessoa assumir."

Às vésperas de completar 75 anos, Novaes disse que tomou a decisão de passar o bastão de agosto, pois "estava na hora de ceder lugar para alguém mais jovem". Ele citou os demais presidentes de bancos e o mais velho deles é Candido Bracher, com 61 anos, no Itaú. "Tem que saber a hora de parar. Eu achei que estava na hora para alguém mais jovem, alguém mais ligado à área digital. O banco tem se modernizado, mas acho que acrescentaria muito no futuro com open banking, PIX, fintechs e big techs."

Segundo Novaes, o ministro da Economia, Paulo Guedes, gostaria que o executivo do BB continuasse no governo. "E eu também, mas não sabemos como seria a participação. O que posso afirmar é que estou voltando ao Rio de Janeiro, quero ficar perto da família, netos. De qualquer forma, vamos continuar juntos, o Paulo vai ter que continuar ouvindo os meus pitacos."

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.