Negócios

Nissan suspende operações das suas fábricas no Japão

Montadora suspendeu a operação até 13 de março, mas avisou que sua sede não foi afetada pelo terremoto

Fábrica da Nissan: não há noticia sobre funcionários feridos (Koichi Kamoshida/Getty Images)

Fábrica da Nissan: não há noticia sobre funcionários feridos (Koichi Kamoshida/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 11 de março de 2011 às 13h33.

Washington - Nissan anunciou nesta sexta-feira que as operações de suas fábricas no Japão foram suspensas até o dia 13 de março como consequência do terremoto, de 8,9 graus na escala Richter e o tsunami que atingiram o país.

O fabricante japonês disse através de um comunicado que sua sede central em Yokohama "não foi afetada de forma significativa, está segura e operacional".

Nissan também assinalou que não há informações de mortes entre seus empregados.

"Neste momento, a Nissan não antecipa nenhum efeito imediato do terremoto em suas operações no continente americano, instalações, concessionários ou clientes", acrescentou o fabricante.

Acompanhe tudo sobre:ÁsiaAutoindústriaDesastres naturaisEmpresasEmpresas japonesasIndústriaJapãoMontadorasNissanPaíses ricosTerremotos

Mais de Negócios

Riverwood Capital investe R$ 126 mi e quer levar startup mineira de gestão de contratos ao mundo

Oxxo no Rappi: rede de "mercadinhos de bairro" anuncia parceria com app de entrega

Como linhas de crédito para COP vão ajudar Dona Lúcia, cozinheira que mudou o modo de comer no Pará

Justiça aceita pedido de recuperação judicial da Casa do Pão de Queijo

Mais na Exame