Netflix ganha 10 milhões de assinantes, mas lucro decepciona

Netflix lucra US$ 720 milhões no trimestre, frustrando previsão; ação da empresa caiu 9,15%

A Netflix registrou lucro líquido de 720 milhões de dólares no segundo trimestre, ou 1,59 dólar por ação, superior ao lucro de 271 milhões de dólares, ou 0,60 dólar por ação, de igual período de 2019.

O resultado ficou abaixo da previsão de 1,82 dólar dos analistas consultados pela FactSet. A receita da companhia, por sua vez, aumentou para 6,148 bilhões, de 4,923 bilhões de dólares anteriormente. Após a divulgação do balanço, a ação da empresa recuava 9,15% no after hours em Nova York, às 17h24 (horário de Brasília).

Em seu balanço, a Netflix disse que, diante dos “tempos incertos” e das restrições sociais, a empresa conseguiu aumentar bastante sua base de assinantes, em 26 milhões no primeiro semestre todo, de 12 milhões em igual período de 2019. Com isso, ela espera agora um crescimento menor nesse quesito no segundo semestre, na comparação com o ano anterior.

Apenas no segundo trimestre, a base de clientes foi ampliada em 10,09 milhões, diz o balanço — para o terceiro, a expectativa é de 2,5 milhões de novos assinantes. A Netflix ainda informou que projeta para o terceiro trimestre lucro líquido de 954 milhões de dólares (2,09 dólar por ação) e receita de 6,327 bilhões de dólares.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.