Mercedes supera Audi em vendas de carros de luxo

A Mercedes-Benz superou a Audi em vendas no acumulado de janeiro a agosto e se tornou a segunda maior fabricante de carros de luxo do mundo

A Mercedes-Benz superou a Audi em vendas no acumulado de janeiro a agosto e se tornou a segunda maior fabricante de carros de luxo do mundo em um momento em que a Audi e a BMW têm dificuldades para igualar o crescimento das vendas da marca na China.

A Mercedes entregou 1,19 milhão de veículos no período, 10.880 carros a mais que os 1,18 milhão da Audi, que pertence à Volkswagen AG. A última vez em que a marca da Daimler AG vendeu mais que a Audi em uma base anual foi em 2010.

A Mercedes tirou proveito do aumento nas vendas de seu sedã Classe C de preço médio e de seus SUVs e também dos resultados obtidos na China, onde a empresa foi a única das três principais fabricantes de carros de luxo a registrar um crescimento nas vendas em agosto.

“Estimamos que a Mercedes ultrapassará a Audi neste ano e permanecerá à frente nos próximos dois anos”, disse Marc-René Tonn, analista da Warburg Research em Hamburgo. “Na China, a Mercedes está se beneficiando com o fato de ter dois modelos que estão indo bem, a versão longa do Classe C e o GLA. O efeito positivo de ambos por enquanto deverá permanecer”.

A combinação de queda no mercado de ações da China e esfriamento do crescimento econômico do país deixam os clientes cautelosos em relação à compra de carros novos. As vendas de veículos de passageiros no maior mercado automotivo do mundo atingiram em julho o nível mais baixo em 17 meses, antes de subirem 0,6 por cento em agosto devido a descontos e incentivos, como o seguro subsidiado.

A Audi disse que vê “luz no fim do túnel” no mercado e que os novos modelos ajudarão a empresa a crescer no país novamente.

“Estamos nos preparando para intensificar o ritmo com um amplo impulso aos modelos e à tecnologia”, disse Luca de Meo, diretor de vendas da Audi, que tem sede em Ingolstadt, na Alemanha, em um comunicado nesta quinta-feira.

Vendas da BMW

As vendas da líder do mercado de luxo, a BMW AG, subiram 5,5 por cento, para 1,21 milhão, na marca que leva o mesmo nome da empresa.

A BMW entregou 135.735 carros em agosto, um incremento de 7,6 por cento, após vender um volume maior do compacto Série 1 e dos SUVs X4 e X6.

As vendas da Audi subiram 2,7 por cento, para 128.650 veículos, contra um salto de 18 por cento da Mercedes, para 139.802 carros.

As entregas da Mercedes na China, incluindo Hong Kong, cresceram 53 por cento, para 32.763 carros, contra uma queda de 4,1 por cento da Audi, para 45.196 veículos.

As vendas da BMW na China continental tiveram um declínio de 0,9 por cento, para 34.168 carros.

Tanto a Audi quanto a Mercedes, que tem sede em Stuttgart, na Alemanha, querem desbancar a BMW até o fim da década.

A empresa com sede em Munique mantém o primeiro lugar em vendas globais desde 2005.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.