Marfrig teme impacto de preços da carne no volume

Sérgio Rial afirmou que é possível que a alta de preços de carne bovina acabe impactando os volumes no Brasil

São Paulo - O diretor-presidente da Marfrig, Sérgio Rial, afirmou que é possível que a alta de preços de carne bovina acabe impactando os volumes no Brasil, durante teleconferência com analistas e investidores nesta quinta-feira, 13.

Para ele, a única forma que a companhia tem tido para sustentar a rentabilidade no atual cenário é redução de custos de processamento.

"É difícil, mas esse ainda continua sendo um mercado de margem aceitável e a geração de caixa é algo que nós temos de prestar atenção", afirmou.

Rial destacou que o fato de a companhia registrar aumento na participação das exportações na receita da Marfrig Beef Brasil nos últimos anos é positivo, mas considerou que apenas a exportação não basta para garantir a saúde dos resultados diante da alta da arroba do boi.

"A melhor coisa para se enfrentar preço alto é preço alto, vai chegar um momento em que próprio pecuarista vai ser prejudicado e ao longo do tempo isso vai ter impacto em volume", comentou.

"Nossa obrigação é reduzir o processamento desse gado, porque ele tem que sair com menor custo de processamento do que tínhamos, senão é incompatível", acrescentou.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.