A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Malwee reduz portfólio e quer que cliente use mais vezes a mesma roupa

A Malwee reformulou as coleções para prolongar a vida útil das roupas e estimular o consumo consciente

A fabricante de vestuário Malwee estreia a campanha Moda Sem Ponto Final, com a intenção de comunicar o novo posicionamento da marca para o mercado brasileiro.

Com o objetivo de reforçar a preocupação com o impacto ambiental causado pela indústria da moda ---a segunda mais poluente do mundo-- e de estimular o consumo consciente, a Malwee anuncia um novo jeito de pensar e desenvolver as suas coleções.

A novidade é que a marca passa a lançar, anualmente grandes coleções, intituladas “Verões”, “Invernos”, “Outonos” e “Primaveras” pensadas para promover o uso de peças que podem ser repetidas a cada ano e combinadas com novas tendências, provocando o pensamento de um guarda-roupas mais inteligente. Desse modo, a marca também lançará menos coleções intermediárias, as chamadas "cápsulas".

"Fizemos uma revisão no mix de produtos e de coleções para sermos mais assertivos num movimento por uma indústria da moda mais sustentável. Reduzimos 10% do mix total da marca no ano e dentro dessa revisão, reduzimos 20% na linha moda do nosso portfólio (essa é uma linha de produtos cujas peças têm mais informação de tendência aplicada), para abrir espaço para produtos com forte apelo de versatilidade e atemporalidade", diz Guilherme Moreno, gerente de marketing da Malwee

O intuito da marca é oferecer para o consumidor a possibilidade de reinventar o seu guarda-roupas de forma inteligente, usando peças repetidas vezes, ano após ano, prolongando a vida útil das roupas, como forma de combater a poluição ambiental e os impactos que a indústria da moda gera no meio ambiente.

"Não imaginamos que as pessoas irão comprar mais ou menos e de fato essa não é a nossa principal preocupação. Queremos sim estimular a compra consciente. O ato de escolher produtos que durem mais, combinem mais e não se percam a cada nova coleção tem impacto direto no meio ambiente e muito pouca gente sabe disso", afirma.

A coleção Primaveras já está disponível no e-commerce e foi desenvolvida ao longo de 2019 junto com a criação do novo propósito.

"É assustador pensar que hoje usamos em média 3 vezes por ano uma peça do nosso guarda roupas e que depois de um uso médio de 7 vezes, essa peça é descartada. Precisamos lembrar disso toda vez que decidirmos comprar um novo produto e repensar muito mais a frequência de uso do que a de compra. Acreditamos que em uma única peça de roupa, é possível contar muitas histórias, por isso, ao invés do descarte, vamos estimular a troca, a revenda e a doação", diz Moreno.

Sustentabilidade

Segundo a empresa, a Malwee é líder em iniciativas de sustentabilidade pioneiras no Brasil, como o uso de malha PET na produção de roupas (a empresa já retirou mais de 50 milhões de garrafas do meio ambiente), de algodão desfibrado (produzido a partir da reciclagem de resíduos de malhas) e de processos de acabamento que permitem economizar até 98% do volume de água (como no caso do tingimento das cores neon e da produção de jeans no novo Lab Malwee Jeans).

Dados da ONU Meio Ambiente apontam a indústria da moda como responsável por 20% da poluição industrial da água do planeta, por 10% da emissão global de CO² e pelo descarte do equivalente a um caminhão de roupas por segundo. A crescente preocupação quanto aos efeitos dos impactos ambientais negativos da moda no planeta é uma das responsáveis pelo aumento dos brechós e projetos de caráter socioeconômico de troca e revenda de itens usados.

Em defesa de iniciativas sustentáveis como essas, a Malwee iniciou uma parceria com a Repassa, startup que funciona como brechó online, buscando roupas usadas na casa das pessoas e revendendo pela internet.

Nessa parceria, a ‘sacola do bem’ Malwee + Repassa será distribuída durante os próximos dois meses para todos os consumidores que fizerem compras no e-commerce da marca como forma de estímulo para que possam revender produtos que estão parados nos seus guarda-roupas.

 

 

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também