Lucro da Netflix sobe para US$ 178,2 milhões no 1º trimestre

A receita da empresa, além disso, avançou 35% na comparação anual, para US$ 2,64 bilhões

Nova York - A Netflix registrou lucro de US$ 178,2 milhões no primeiro trimestre, ou US$ 0,40 por ação. No período comparável de 2016, a companhia havia registrado lucro de US$ 27,7 milhões, ou US$ 0,06 por ação.

A receita da empresa, além disso, avançou 35% na comparação anual, para US$ 2,64 bilhões, como previsto pelos analistas ouvidos pela Thomson Reuters.

No caso do lucro, porém, o resultado superou a expectativa dos analistas, que era de US$ 0,37 por ação.

Já o crescimento no número de assinantes nos Estados Unidos e no exterior desacelerou no primeiro trimestre e ficou abaixo das previsões.

Por outro lado, os custos com conteúdo foram inferiores ao antecipado. A companhia sediada em Los Gatos, na Califórnia, reportou 98,75 milhões de assinantes totais, acima dos 81,5 milhões de igual período de 2016.

Analistas previam 98,9 milhões de assinantes totais. A companhia disse em carta aos acionistas que estava a caminho de superar 100 milhões de assinantes nesta semana.

A empresa conseguiu 3,53 milhões de assinantes no exterior no trimestre em foco, abaixo da meta de 3,7 milhões. Na comparação anual, registrou crescimento de 4,51 milhões de assinantes internacionais.

Nos EUA, o crescimento dos assinantes desacelerou, com mais 1,42 milhão deles, abaixo da meta de 1,5 milhão. Na comparação anual, havia nos EUA mais 2,23 milhões de assinantes da empresa.

A Neftlix terminou o trimestre com 50,85 milhões de consumidores nos EUA e 47,9 milhões no exterior.

A Neftlix atua em mais de 190 países, porém ainda não entrou em um dos mercados com mais potencial para a empresa, a China.

A companhia tem dito que não está otimista de que possa oferecer seu serviço na China no futuro próximo, diante de obstáculos regulatórios.

A Netflix informou que o lucro deve ser menor no segundo trimestre, devido a custos mais altos com conteúdo, incluindo a estreia da quinta temporada de "House of Cards" e mais filmes originais.

A companhia espera registrar lucro de US$ 66 milhões, ou US$ 0,15 por ação.

Neste ano, até a segunda-feira a ação havia subido 19%, terminando o dia em US$ 147,25. Depois do balanço, o papel caía 0,77% no after-hours, perto das 17h30 (de Brasília).

Fonte: Dow Jones Newswires.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.