A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Lucro da Telefónica cai 16,3% no primeiro semestre

O lucro líquido da empresa foi para 3,162 bilhões de euros, com 353 milhões de euros negativos do ajuste de valor sobre sua participação na Telecom Italia

Madri - O lucro líquido da Telefónica caiu 16,3% no primeiro semestre deste ano, para 3,162 bilhões de euros, que inclui 353 milhões de euros negativos do ajuste de valor realizado pela Telco sobre sua participação na Telecom Italia, informou a companhia à Comissão Nacional da Bolsa de Valores (CNMV) nesta quinta-feira.

Neste primeiro semestre, a receita da Telefónica cresceu 6,3%, aos 30,886 bilhões de euros, impulsionada pela América Latina, que já contribui com 46% do montante registrado pela multinacional de telecomunicações.

A receita obtida pelo setor de telefonia celular se transformou neste semestre em alavanca fundamental para o crescimento do grupo em todas as regiões, com um aumento de 18,5%, informou a Telefónica.

O resultado operacional do grupo antes de amortizações (Oibda) subiu 3,7%, aos 11,304 bilhões de euros, com uma margem sobre vendas de 36,6%.

O grupo investiu nestes seis meses 3,838 bilhões de euros, principalmente no desenvolvimento da banda larga, tanto móvel como fixa.

No comunicado enviado à CNMV, o presidente da Telefónica, César Alierta, destaca "a brilhante evolução do negócio no Brasil" e assinala que "não demorará a se transformar na principal fonte de receita da Telefónica".

A integração da telefonia fixa e móvel no Brasil, acrescenta, permitirá capturar entre 3,7 bilhões e 4,6 bilhões de euros.

Ao fim do mês de junho, o grupo contava com 295 milhões de clientes em todo o mundo, 6% mais que há um ano. Destes, 227,3 milhões eram clientes de telefonia celular, 8% mais que no mesmo mês de 2010.

O quadro de funcionários da Telefónica chegava a 285.089 empregados ao fim do primeiro semestre, 23.441 mais.

Já a dívida cresceu 826 milhões de euros, aos 56,42 bilhões de euros.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também