Negócios

Lucro da Procter& Gamble sobe para US$ 2,2 bi no 2º trimestre

A receita, no entanto, caiu 0,1% no trimestre, para US$ 16,08 bilhões

P&G: continua cortando seu portfólio de produtos (Procter e Gamble/Divulgação)

P&G: continua cortando seu portfólio de produtos (Procter e Gamble/Divulgação)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 27 de julho de 2017 às 11h27.

Nova York - A Procter & Gamble afirmou, nesta quinta-feira, que seu lucro líquido subiu para US$ 2,2 bilhões, ou US$ 0,82 por ação, no segundo trimestre deste ano, enquanto, no mesmo período do ano anterior, o lucro havia sido de US$ 1,95 bilhão, ou US$ 0,69 por ação.

A companhia afirmou que fez um progresso neste ano, em meio a esforços para levantar as vendas de suas principais marcas, já que a gigante de produtos de consumo continua cortando seu portfólio de produtos. A receita, no entanto, caiu 0,1% no trimestre, para US$ 16,08 bilhões, na comparação com o segundo trimestre do ano anterior. No ano, houve baixa de 0,4% na receita da P&G.

Analistas consultados pela Thomson Reuters esperavam receita de US$ 16 bilhões e lucro de US$ 0,78 por ação. Fonte: Dow Jones Newswires.

Acompanhe tudo sobre:BalançosLucroP&G (Procter & Gamble)

Mais de Negócios

Marca de infusões orgânicas cresce com aumento do consumo de chás no Brasil e fatura R$ 6 milhões

Descubra 4 formas de pedir empréstimo e quais são as vantagens e desvantagens de cada uma

Apoio Financeiro no RS: prazo para adesão ao termina nesta sexta-feira; saiba como se inscrever

Com nova fábrica, Gelato Borelli vai triplicar produção e planeja faturar R$ 360 milhões em 2024

Mais na Exame