Negócios
Acompanhe:

Lucro da Engie Brasil avança 30,4% no 3º tri, a R$ 639 milhões

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado da controlada da francesa Engie atingiu 1,7 bilhão de reais no trimestre

 (Jacky Naegelen/Reuters)

(Jacky Naegelen/Reuters)

R
Reuters

5 de novembro de 2021, 10h39

A Engie Brasil Energia informou nesta quinta-feira que teve lucro líquido de 639 milhões de reais no terceiro trimestre, alta de 30,4% ante mesmo período do ano passado.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado da controlada da francesa Engie atingiu 1,7 bilhão de reais no trimestre, alta de 18,5% na comparação com mesma etapa de 2020.

 Aproveite a nova temporada de balanços para investir! Baixe o e-book gratuito "Indicadores de valor: como ler o balanço de uma empresa"

A empresa atribuiu o avanço a fatores como acréscimo de 265 milhões de reais no Ebitda recorrente, que compensou o aumento de 17 milhões de reais da depreciação e amortização e de 71 milhões das despesas financeiras líquidas, além de 62 milhões de impostos e tributos.

A companhia destacou também um efeito não recorrente de reversão de impairment no valor de 51 milhões de reais, decorrente de reavaliação do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda e da Usina de Cogeração Lages.

O preço médio dos contratos de venda de energia, líquido dos tributos sobre a receita e das operações de trading, foi de 217,52/MWh no terceiro trimestre, valor 11,5% superior ao registrado um ano antes.

A energia vendida trimestre, sem considerar as operações de trading, foi de 8.270 GWh (3.745 MW médios), volume 14,6% inferior ao comercializado no mesmo período do ano passado.

O futuro do varejo é 100% digital? Entenda assinando a EXAME por menos de R$ 11/mês.