Lucro da Energias do Brasil cai 16,1% no 1º tri, a R$83,6 mi

Resultado foi pressionado pela piora no resultado líquido de Pecém I, com maiores despesas financeiras no período

Rio de Janeiro - A Energias do Brasil teve lucro líquido de 83,6 milhões no primeiro trimestre, queda de 16,1 por cento na comparação anual.

O resultado foi pressionado pela piora no resultado líquido de Pecém I, com maiores despesas financeiras no período, além do resultado negativo em 2,3 milhões de reais da usina Santo Antônio do Jari e do resultado negativo da Ceja, de 10,6 milhões de reais, disse a empresa nesta quarta-feira.

A receita líquida ficou praticamente estável na comparação anual, com leve alta de 0,5 por cento, a 2,1 bilhões de reais.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) teve leve alta de 0,5 por cento, a 408,55 milhões de reais. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também