Locadora de caminhões Vamos adia IPO de R$ 1,5 bilhão, dizem fontes

Dentre quase 25 ofertas de ações para este ano registradas na CVM, antes do coronavírus, a da Vamos era a única que tinha uma data para a fixação de preço
JSL: Essa é a segunda vez que a Vamos, sua locadora de caminhões, tenta fazer uma oferta de ações (JSL/Divulgação)
JSL: Essa é a segunda vez que a Vamos, sua locadora de caminhões, tenta fazer uma oferta de ações (JSL/Divulgação)
V
Vinícius Andrade e Cristiane Lucchesi, BloombergPublicado em 17/03/2020 às 09:30.

A Vamos, locadora de caminhões da JSL SA, decidiu suspender sua oferta pública inicial de ações devido às condições de mercado e à dificuldade de encontrar investidores, disseram duas pessoas familiarizadas com o assunto, pedindo para não ser identificadas, pois a decisão não é pública ainda.

O IPO, marcado para o dia 25, pretendia levantar até R$ 1,53 bilhão, segundo prospecto enviado à Comissão de Valores Mobiliários. A ideia seria vender 36,6 milhões de ações ordinárias em uma oferta primária e mais 19,4 milhões em secundária, sem contar o lote adicional e suplementar. Essa é a segunda vez que a empresa tenta fazer uma oferta de ações.

A JSL não respondeu imediatamente a pedidos de comentários.

Dentre as cerca de 25 ofertas de ações que estavam registradas na CVM para acontecer este ano antes da crise do coronavirus abater os mercados, a da Vamos era a única que tinha uma data fixada para a fixação de preço.

--Com a colaboração de Felipe Marques.

Veja Também

CTG Brasil protocola prospecto para fazer IPO
Mercados
Há 23 horas • 2 min de leitura

CTG Brasil protocola prospecto para fazer IPO

S&P 500 pode cair 15% até março com aperto do Fed
Mercados
Há um dia • 2 min de leitura

S&P 500 pode cair 15% até março com aperto do Fed