Negócios
Acompanhe:

Lemann a ex-presidente Temer: "saudades do seu governo"

Em evento com a presença do ex-presidente Michel Temer, Lemann disse ainda que a ABInBev errou ao ficar "confortável" em sua posição, mas que voltará a crescer

Lemann: a ABInBev trocou de CEO nos últimos meses e tem como desafio lidar com transformações no mercado (Lucy Nicholson/Reuters)

Lemann: a ABInBev trocou de CEO nos últimos meses e tem como desafio lidar com transformações no mercado (Lucy Nicholson/Reuters)

E
Estadão Conteúdo

7 de fevereiro de 2021, 16h19

O empresário Jorge Paulo Lemann, acionista da AB Inbev, mostrou confiança na recuperação da empresa após o choque da covid-19. "Depois da pandemia, que nos freou, vamos voltar a crescer", declarou Lemann neste domingo, 7, em live com empresários.

O empresário ressaltou que a companhia vive processo de mudanças no conselho, como a substituição do CEO Carlos Brito. "Pessoas mais novas e modernas vão entrar".

Lemann, contudo, fez uma espécie de mea culpa durante o evento virtual e evitou atribuir a perda de mercado da AB Inbev exclusivamente à crise econômica trazida pela covid-19.

"Nós ficamos confortáveis na posição em que estávamos. Não tínhamos as pessoas certas e não prestamos atenção ao mundo consumidor que se formava, com mais opções de escolha", reconheceu. "Estamos em fase de adaptação a uma nova realidade. Empresas com muito sucesso tem dificuldades de se adaptar", completou.

O ex-presidente Michel Temer participou da live e elogiou a atuação de Lemann dentro do empresariado brasileiro, que retribuiu o enaltecimento. "Saudades do seu governo. As coisas funcionavam naquela época", declarou o empresário, que hoje mora na Suíça.