Latam tem prejuízo de US$ 2,12 bi no 1º trimestre de 2020

Segundo a companhia que esta semana pediu recuperação judicial nos EUA, o fator responsável pelo resultado foi um ajuste contábil de US$ 1,73 bilhão

A Latam, companhia aérea que esta semana pediu recuperação judicial nos Estados Unidos, apresentou seus resultados do primeiro trimestre de 2020 na noite de ontem, com prejuízo líquido de US$ 2,12 bilhões, ante perdas de US$ 60 milhões no mesmo período de 2019. 

Segundo explica a companhia em suas demonstrações financeiras, o principal fator responsável pelo resultado final foi um ajuste contábil (impairment) de US$ 1,73 bilhão, provocado pela crise da pandemia de covid-19. A Latam também reconheceu uma perda de US$ 73 milhões relativa à proteção (hedge) de combustíveis.

Operacionalmente, os números melhoraram em relação ao ano passado. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) cresceu 10,4%, para US$ 479,064 milhões. O lucro operacional da Latam entre janeiro e março foi de US$ 95,942 milhões, alta de 16,8% na comparação anual.

As receitas totais somaram US$ 2,352 bilhões, queda de 6,8% em relação ao primeiro trimestre de 2019.

A dívida da Latam fechou março em US$ 7,6 bilhões, um acréscimo de US$ 385 milhões em relação ao fim do ano passado. Mas segundo a companhia, a alavancagem medida pela relação dívida/Ebitda ficou estável no período, em 4 vezes.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.