KFC corta fornecedores na China por frangos com antibióticos

A rede de fast food, que tem mais de 4.000 restaurantes na China, anunciou que pretende reforçar a vigilância dos fornecedores e ampliar as inspeções após o escândalo

Xangai - A rede americana de fast food KFC anunciou ter eliminado mais de 1.000 granjas de seu grupo de fornecedores na China, depois de um escândalo de frangos alimentados com antibióticos que afetou suas vendas no país.

O escândalo, que explodiu em dezembro, provocou uma queda de 6% das vendas no quarto trimestre de 2012 da Yum! Brands, a matriz da KFC.

A rede, que tem mais de 4.000 restaurantes na China, anunciou que pretende reforçar a vigilância dos fornecedores e ampliar as inspeções.

Os escândalos vinculados à indústria de alimentos são muito numerosos na China, Em 2008, o uso nos laticínios de melamina, uma substância que imita a presença de proteínas, provocou a morte de pelo menos seis bebês e doenças crônicas em 300.000.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também