JPMorgan reduziu pela metade o bônus de seu CEO em 2012

O bônus anual que recebe Jamie Dimon foi reduzido em 53,5% em 2012, a 10 milhões de dólares

Nova York - O bônus anual que recebe Jamie Dimon, o CEO do banco americano JPMorgan Chase, foi reduzido em 53,5% em 2012, a 10 milhões de dólares, em razão das perdas registradas em relação ao caso conhecido como a "baleia de Londres", segundo um relatório publicado nesta quarta-feira.

O primeiro banco americano perdeu em 2012 6,25 bilhões de dólares em função dos cálculos errados de seu trader, o francês Bruno Iksil, que operava na capital britânica.

Apelidado como "a baleia de Londres" devido ao alto volume de suas apostas, Bruno Iksil, era parte da unidade de investimentos do JPMorgan.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.