Bain Capital compra Intermédica por quase R$ 2 bilhões

Fundo fica com 100% das ações da operadora

São Paulo — A operadora de planos de saúde Intermédica, que faturou R$ 979 milhões em 2012, foi vendida neste sábado para o fundo de private equity Bain Capital por quase R$ 2 bilhões. O Bain, que já controla no Brasil a empresa de call center Atento, fica com 100% das ações da empresa e seu fundador, Paulo Barbanti, deve deixar o cotidiano da companhia.

A Intermédica foi assessorada no processo pelos bancos de investimento BTG Pactual e Credit Suisse. Do lado do Bain estavam o Morgan Stanley e o Itaú BBA.

O fundo disputava a compra da operadora com o rival TPG, mas conseguiu apresentar uma oferta melhor na reta final das negociações.

Nos últimos cinco anos, a empresa contratou ao menos cinco bancos de investimento para tentar encontrar um comprador, mas as negociações sempre esbarraram no preço final.

Em 2011, Barbanti contratou Glauco Abdala, um dos sócios fundadores da consultoria de gestão Galeazzi Associados, para ser presidente e preparar a Intermédica para uma oferta na bolsa de valores. Meses depois desistiu, retomou o controle da companhia e resolveu vendê-la há cinco meses, como antecipou a coluna Primeiro Lugar, de EXAME. Procurada, a empresa não quis se manifestar.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.