Pão de Açúcar vai reformar 60 lojas até o final do ano

Essas unidades são responsáveis por 25% das vendas da bandeira

São Paulo - O Grupo Pão de Açúcar (GPA) deu mais detalhes na divulgação de seu resultado de vendas sobre seu plano de reforma de lojas da bandeira Extra.

De acordo com a empresa, até o final do ano serão 60 pontos de venda renovados. Essas unidades são responsáveis por 25% das vendas da bandeira, disse o GPA.

A companhia ainda afirmou que o plano de reformas terá continuidade no ano que vem. Até o final de 2016, a empresa espera que as renovações já tenham atingido lojas que representam entre 50 a 60% das vendas.

Os hipermercados do Extra tem sido o negócio de desempenho mais fraco entre as redes de varejo alimentar do GPA nos últimos trimestres. Para recuperar as vendas, a companhia decidiu revitalizar lojas, revisar o sortimento de produtos e mudar a prestação de serviço aos clientes. Em 2015, disse o GPA, serão 35 hipermercados renovados e 25 supermercados. A base total de lojas da bandeira ao final de junho incluía mais de 340 lojas Extra entre supermercados e hipermercados.

Até o momento, diz o GPA, as lojas Extra já reformadas tem apresentado aumento de 10 pontos porcentuais nas vendas quando comparadas a lojas não reformadas.

No primeiro semestre de 2015, as vendas nos hipermercados Extra caíram 2,7% ante igual período do ano anterior. Nos supermercados da bandeira, a retração foi de 2,9%. Ao mesmo tempo, o negócio de "atacarejo" Assaí, a bandeira Pão de Açúcar e as bandeiras de proximidade (Minimercado Extra e Minuto Pão de Açúcar), vem apresentando melhor desempenho.

O GPA informou que "continuará buscando equilibrar seu portfólio de lojas, concentrando a expansão nos formatos de maior retorno e continuidade da modernização da rede Extra.

Apenas no Assaí, a empresa informou que serão abertas entre 10 a 12 novas lojas até o final deste ano. A bandeira teve crescimento de receita líquida de 22,3%, para R$ 2,564 bilhões. Segundo o GPA, o desempenho de vendas mesmas lojas (que considera apenas unidades abertas há mais de um ano) foi um crescimento de dois dígitos, com aceleração em relação ao primeiro semestre de 2015.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.