Greve obriga British Airways a cancelar quase 850 voos no Reino Unido

A primeira greve convocada pelos pilotos da British Airways deve afetar dezenas de milhares de passageiros no Reino Unido
British Airways: quase 93% dos pilotos da companhia são sindicalizados e votaram a favor da paralisação (Wikimedia commons/Wikimedia Commons)
British Airways: quase 93% dos pilotos da companhia são sindicalizados e votaram a favor da paralisação (Wikimedia commons/Wikimedia Commons)
A
AFPPublicado em 09/09/2019 às 10:59.

A companhia aérea British Airways (BA) anunciou nesta segunda-feira o cancelamento de quase todos os voos no Reino Unido, no primeiro dia de uma greve de pilotos para reivindicar salários melhores.

"Não temos escolha a não ser cancelar quase 100% de nossos voos", anunciou a companhia em um comunicado, no qual explica que foi obrigada a tomar a decisão pela falta de informações do sindicato Balpa sobre o número de pilotos que estão em greve.

A paralisação pode afetar dezenas de milhares de passageiros: a companhia opera quase 850 voos por dia no Reino Unido, a maioria com decolagem dos aeroportos de Heathrow e Gatwick, em Londres.

A British Airways já havia alertado os clientes sobre cancelamentos de voos nesta segunda-feira em consequência da greve.

A empresa, que pertence ao grupo IAG, que também inclui espanhola Iberia e a irlandesa Aer Lingus, propôs aos passageiros a devolução do dinheiro ou a mudança das reservas para outras datas.

Esta é a primeira greve convocada pelos pilotos da British Airways, que deve seguir na terça-feira e ter uma terceira jornada em 27 de setembro. Quase 93% dos pilotos da BA que são membros do sindicato Balpa votaram a favor da paralisação.