GM fecha 2014 com recorde de 9,9 milhões de carros vendidos

A General Motors disse que vendeu 9.924.880 veículos em 2014 em todo o mundo, 2% a mais do que em 2013, estabelecendo assim um novo recorde

Washington - A General Motors (GM) disse nesta quarta-feira que vendeu 9.924.880 veículos em 2014 em todo o mundo, 2% a mais do que em 2013, estabelecendo assim um novo recorde para a companhia, que projeta maior rentabilidade neste ano.

O maior fabricante do setor dos Estados Unidos afirmou em comunicado que 3.412.714 automóveis foram vendidos na América do Norte, crescimento de 5,5% em relação a 2013.

Mas só na China, a empresa comercializou 3.539.972 carros, 12% a mais que no período anterior.

O desempenho das vendas no restante do mundo, contudo, impediu um resultado ainda melhor. Na América do Sul, foram apenas 878.075 veículos vendidos, queda de 15,3%. O comércio também esfriou na Europa, totalizando 1.256.109 automóveis e redução de 9,9%.

A diretora-executiva da GM, Marry Barra, disse que a companhia está realizando um sólido progresso.

"O enfoque em clientes, nos novos automóveis, caminhonetes e 4x4 que lançamos na China e na América do Norte, além de tecnologias como o OnStar, o 4GLTE e a revitalização do Opel nos ajudaram a conseguir outro ano recorde apesar das condições difíceis do mercado em diferentes partes do mundo", acrescentou.

A direção da companhia afirmou hoje durante uma conferência em Detroit que a GM aumentará sua rentabilidade neste ano. Já em 2016, os objetivos financeiros previamente anunciados serão alcançados.

Marry, o presidente da GM, Dan Ammann, e o diretor financeiro, Chuck Stevens, afirmaram que para 2016 o ebitda (lucros antes de impostos e juros) ajustado na América do Norte será de 10%. Além disso, as operações na Europa voltarão a ser rentáveis.

A GM também indicou que aumentará suas despesas de capital para US$ 9 bilhões em 2015.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.