GE fala em desmembramento e projeta perda de US$11 bi no 4º tri

O presidente já havia levantado a ideia de um desmembramento, conforme corta empregos e se movimenta para reduzir US$ 3,5 bi em custos

A General Electric aventou novamente a possibilidade de desmembrar o conglomerado, ao mesmo tempo em que anunciou mais de 11 bilhões de dólares em encargos gerados pela área de seguros e por nova legislação tributaria dos EUA.

O presidente-executivo, John Flannery, já havia levantado a ideia de um desmembramento antes, conforme corta milhares de empregos e se movimenta para reduzir 3,5 bilhões de dólares em custos para combater a queda nos lucros e no fluxo de caixa no maior conglomerado industrial dos EUA.

Flannery herdou uma série de problemas quando assumiu o cargo em 1º de agosto, como queda de vendas de turbinas de energia, acumulo de estoque e margens de lucro em declínio em algumas empresas.

Suas declarações nesta terça-feira mostraram que a possibilidade de um desmembramento continua sendo cogitada na GE, embora não seja uma certeza.

"Eu categorizaria isso como uma análise de opções e é o tipo de coisa que poderia resultar em muitos negócios diferentes, incluindo ativos negociados separadamente realmente em qualquer uma de nossas unidades, se isso fizer sentido", disse Flannery em resposta a uma pergunta de um analista em uma teleconferência, sem dar detalhes.

A empresa poderia anunciar uma separação no segundo trimestre, após uma revisão, informou a CNBC, citando fontes próximas à GE, acrescentando que um desmembramento é "provável".

Anteriormente nesta terça-feira, a GE disse que seu braço financeiro, a GE Capital, terá perda de 6,2 bilhões de dólares no quarto trimestre decorrente de uma reavaliação de seus ativos de seguros.

O encargo da GE é o mais recente sinal de problemas com o modelo e financiamento de casas de repouso e outros cuidados de longo prazo nos Estados Unidos.

As mudanças tributárias recentemente aprovadas pelo Congresso dos EUA elevaram a cobrança da GE para 7,5 bilhões de dólares, mais de duas vezes os mais de 3 bilhões de dólares observados em novembro. A taxa significa que o lucro de 2017 da GE ficará na mínima de sua previsão, disse o conglomerado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.