Fusão nas fintechs: Liber, de antecipação de recebíveis, se junta à Bava e traz Serfaty como CEO

Fintechs operam marketplace com provedores de recursos para antecipação de recebíveis a empresas em busca de caixa. Nova empresa terá comando de Marcelo Serfaty, ex-Pactual e BNDES
Marcelo Serfaty, CEO da Liber: fintech espera movimentar mais de 30 bilhões de reais em 2022, por meio de uma rede de financiadores com 15 bancos, 70 fundos e 1.500 investidores individuais (Leandro Fonseca/Exame)
Marcelo Serfaty, CEO da Liber: fintech espera movimentar mais de 30 bilhões de reais em 2022, por meio de uma rede de financiadores com 15 bancos, 70 fundos e 1.500 investidores individuais (Leandro Fonseca/Exame)
D
Da RedaçãoPublicado em 16/08/2022 às 05:00.

As provedoras de soluções de pagamento e financiamento B2B, Liber Capital, com operação focada no segmento de empresas, e Bava, anunciam nesta terça, 16 de agosto, a fusão integral de suas operações, nascendo assim a nova Liber. 

A fusão será liderada pelo executivo Marcelo Serfaty, que assume como CEO da empresa. Serfaty possui longa experiência no mercado financeiro. Serfaty já foi sócio-controlador do Banco Pactual (hoje BTG Pactual, do mesmo grupo de controle da EXAME), sócio da G5 Venture Capital. 

Na semana passada, Serfaty deixou o conselho de administração do BNDES.  

Com investidores de peso, como G5 Partners e HDI Seguros e parceiros estratégicos como MC1, a Liber Capital incorpora o Bava e também a conciliadora Evencard. 

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio.

O que faz a Liber

A Liber é uma empresa especialista em Supply Chain Finance, ou seja, financiamento da cadeia produtiva, que por meio de seu marketplace de antecipação, conecta grandes corporações e seus fornecedores a investidores para oferta de crédito mais atrativa na antecipação de recebíveis

Desde a sua fundação, em 2017, a Liber Capital cresceu em média 800% ao ano em volume transacionado e, atualmente, é responsável por cerca de 6% da carteira de crédito de programas de antecipação a fornecedores no Brasil provenientes de instituições financeiras e fundos de investimento.

A fusão vinha sendo planejada há meses. O objetivo é a ampliar negócios de pagamentos e financiamento para todo o ecossistema que integra indústrias, distribuidores e grandes varejos a fornecedores e pontos de venda. 

O movimento prevê a construção de um portal incorporando os serviços da Bava e da Evencard, com o objetivo de trazer soluções com foco no financiamento de toda a cadeia produtiva. 

Quem são os clientes

A empresa nasce com mais de 7.500 clientes. A Liber espera movimentar mais de 30 bilhões de reais em 2022, por meio de uma rede de financiadores com 15 bancos, 70 fundos e 1.500 investidores individuais. 

A fusão também vai unir os times das três empresas, totalizando mais de 200 pessoas. Já dentro de seu quadro de clientes, a Liber já possui 50 grandes corporações, entre elas, indústrias e distribuidores do setor automotivo, celulose, agro, têxtil e varejo.  

“Nossa convicção no plano de negócios é máxima. O projeto Liber traz ingredientes como tecnologia de ponta, liderança com extenso know-how no segmento financeiro e escopo sem igual. Somos o único player one-stop-shop do mercado para grandes empresas, entregando soluções para toda a cadeia produtiva, de fornecedores a clientes, em qualquer setor da economia”, disse Serfaty. 

“E excelência na entrega é uma obsessão. Internamente nossa ambição é nada menos do que estabelecer a Liber como sinônimo da categoria. Ou como ouvimos frequentemente de nossos clientes: a de dar ainda mais amplitude à ‘mística’ Liber”, completa. 

Além de Serfaty, a Liber conta com Hélio Magalhães como Chairman; com César Pinela, Vagner Guzella, Renato Klarnet, Marcus Schalldach e Marcos Póvoa como conselheiros; com os sócios-fundadores Leonardo Ribeiro, Victor Stabile e Leandro Sanabio; e anuncia agora a chegada de Márcio Parizotto, ex American Express e Bradesco, que se junta ao projeto como sócio e com missões estratégicas como o desenho e implantação de estrutura de negócios baseada em dados, além da construção de roadmap evolutivo junto ao mercado. 

VEJA TAMBÉM:

Na Investo, novos R$ 40 milhões para ajudar brasileiros a investirem em empresas globais

Klavi, startup que leva o Open Finance às fintechs, capta US$ 15 milhões

EQI inaugura sede com 4.000 metros quadrados, de frente para o mar, no litoral de SC