Negócios

Fornecedor coreano da LG cede e greve termina em SP

Depois de 26 horas de paralisação e diversas negociações, funcionários da coreana Dongwoo, que fabrica componentes eletrônicos para a LG Eletronics, em Pindamonhangaba (SP), decidiram encerrar a greve iniciada na terça-feira. A empresa tem 300 funcionários, dos quais 280 são mulheres. Entre as reivindicações, está o fim do assédio moral. Em assembleia realizada ontem, os […]

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h44.

Depois de 26 horas de paralisação e diversas negociações, funcionários da coreana Dongwoo, que fabrica componentes eletrônicos para a LG Eletronics, em Pindamonhangaba (SP), decidiram encerrar a greve iniciada na terça-feira. A empresa tem 300 funcionários, dos quais 280 são mulheres. Entre as reivindicações, está o fim do assédio moral. Em assembleia realizada ontem, os trabalhadores haviam rejeitado a proposta da empresa. Às 9h30, no entanto, após nova negociação com representantes do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, outra proposta foi votada e aprovada.

Segundo o dirigente sindical Renato Marcondes de Oliveira, o Mamão, os representantes da empresa inicialmente se posicionaram de forma inflexível em relação aos 16 itens que compunham a pauta de reivindicações dos trabalhadores. “Houve resistência e aos poucos eles foram cedendo e acabaram entendendo a situação”, disse.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas coreanasempresas-de-tecnologiaGrevesIndústria eletroeletrônicaLGSaláriosSindicatos

Mais de Negócios

Sol de Janeiro é brasileira? Marca de cosméticos virou sensação entre influencers

Vem aí a terceira edição do Ranking EXAME Negócios em Expansão

Nos 30 anos do Real, Mercado Pago lança cédula celebrativa

Nas franquias de educação, 83% dos alunos estão na sala de aula (e não em aulas online)

Mais na Exame