Negócios
Acompanhe:

Fintech que faz análise de crédito para PMEs em até 3 minutos recebe aporte de R$ 20 milhões

Conheça a Tutu Digital, que facilita o processo de tomada de crédito online para micro e pequenas empresas. No ano passado a fintech movimentou cerca de R$ 25 milhões

Alan Martins, CEO da Tutu Digital (Tutu Digital/Divulgação)

Alan Martins, CEO da Tutu Digital (Tutu Digital/Divulgação)

I
Isabela Rovaroto

Publicado em 13 de outubro de 2022, 06h00.

Última atualização em 17 de outubro de 2022, 23h08.

A Tutu Digital, fintech que conecta micro e pequenas empresas que buscam crédito a investidores, anuncia nesta quinta-feira, 13, um aporte de R$ 20 milhões do fundo de investimento SRM Ventures.

Fundada em 2017 por Alan Martins, a Tutu Digital facilita o processo de tomada de crédito online, com taxa de aprovação em média 30% maior que os bancos tradicionais, em um processo totalmente online, atendimento 24 horas, e análise em até 3 minutos.

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio.

O que faz a Tutu Digital

O principal diferencial da fintech é que os investidores podem aportar a partir de R$ 500 e diversificar os valores para mitigar o risco.Cerca de 60% dos investidores aporta cerca de R$ 500,00.

No ano passado a fintech movimentou cerca de R$ 25 milhões via os 20 mil investidores cadastrados na plataforma, com média de 18% de rentabilidade em 2021.

Enquanto as micro e pequenas empresas que não conseguem crédito com bancos tradicionais conseguem realizar a solicitação online na Tutu Digital, com análise em até 3 minutos, os investidores têm acesso a um ativo que permite diversificar aportes para mitigar o risco.  Outro diferencial é que caso o valor solicitado pela empresa não seja aprovado, ela recebe um retorno com o valor que consegue aprovar.

Fintech de crédito consignado recebe investimento de R$ 135 milhões liderado pelo BTG Pactual

Os planos da empresa

Segundo o CEO Alan Martins, o aporte será usado pela fintech para atrair talentos, investir em marketing e tecnologia e melhorar o processo de análise de crédito. Até o final do ano a empresa planeja abrir 50 vagas.

“A SRM Ventures nasceu do mercado de crédito e já investiu em outras fintechs. Além do cheque, vão nos ajudar com networking, modelagem do produto, ajustes na análise de crédito e melhoria dos processos de forma geral”, diz o CEO da Tutu Digital.

“Na SRM Ventures nosso objetivo é trazer soluções com alto potencial de escala, complementares e com um time forte. A Tutu nos impressionou bastante não só pelo potencial da empresa, mas também pela qualidade do Alan como fundador e líder do negócio. Estamos bastante animados com o início dessa parceria”, diz André Szapiro, head na SRM Ventures.

Com a previsão de R$ 90 bilhões de tomada de crédito no Brasil em 2022, segundo o governo federal, somada aos investimentos em marketing, produto e talentos, a expectativa de Alan é operacionalizar cerca de R$100 milhões em crédito no mercado em 2023; quatro vezes mais do que o último ano.

Nubank amplia acesso ao cartão premium e exclui regra de renda mínima