Ferrari faz recall de 1.248 carros que pegaram fogo

Acidente ocorreu com modelos 458 Italia em, pelo menos, quatro países
Ferrari: a empresa declarou que os donos dos automóveis destruídos devem receber um novo veículo (.)
Ferrari: a empresa declarou que os donos dos automóveis destruídos devem receber um novo veículo (.)
M
Marcio OrsoliniPublicado em 10/10/2010 às 03:41.

São Paulo - A montadora italiana Ferrari anunciou nesta quarta-feira (1/9) que vai recolher os 1.248 carros da linha 458 Italia fabricados neste ano, depois de uma série de acidentes em que os esportivos de luxo se incendiaram sem motivo aparente.

Incidentes do tipo ocorreram em pelo menos quatro países: Estados Unidos, França, Suíça e China. Uma equipe de engenheiros foi enviada para investigar os casos em cada país. Segundo eles, o problema estaria na cola usada durante a montagem de frisos na roda dos carros.

A Ferrari declarou que os donos dos automóveis destruídos devem receber um novo veículo. Os veículos que não apresentaram o problema poderão ter suas peças trocadas para evitar esses riscos.

A montadora informou que novos modelos do 458 Italia - que custa cerca de 260.000 dólares - serão vendidos a partir de setembro já com o problema solucionado.

Leia mais sobre carros

Acompanhe as notícias de Negócios do site Exame no Twitter