Negócios

Ex-presidente da Volkswagen pagará valor recorde por 'Dieselgate'

Winterkorn vai pagar cerca de 11 milhões de euros por "danos e juros por descumprimento" no exercício das suas funções

Martin Winterkorn, ex-presidente da Volkswagen (Sean Gallup/Getty Images)

Martin Winterkorn, ex-presidente da Volkswagen (Sean Gallup/Getty Images)

A

AFP

Publicado em 6 de junho de 2021 às 14h45.

O ex-presidente da Volkswagen, Martin Winterkorn, pagará um valor recorde de 11 milhões de euros (US$ 13,3 milhões) para a antiga empresa na qual era empregado para resolver as acusações de negligência no escândalo "dieselgate", informaram fontes próximas ao caso neste domingo (6).

O mundo segue mudando. Siga em evolução com a EXAME Academy

"O conselho de vigilância validou em sua reunião de sábado os principais pontos do acordo amistoso", afirmou um porta-voz do grupo neste domingo, sem maiores detalhes.

Segundo fontes próximas ao caso, o ex-presidente do conselho de administração do grupo - que atuou no cargo até ao seu pedido de demissão em 2015 - vai pagar cerca de 11 milhões de euros por "danos e juros por descumprimento" no exercício das suas funções.

A Volkswagen havia informado no final de março sua intenção de reivindicar uma indenização de seus ex-diretores.

Segundo os meios de comunicação alemães, a Volkswagen exigiu mais de 1 bilhão de euros deles e das seguradoras perante as quais o grupo pediu uma cobertura por responsabilidade dos gestores.

Winterkorn "falhou em cumprir seus deveres de diligência" ao omitir, como presidente do grupo, "em explicar o contexto de utilização de programas informáticos não autorizados" em motores a diesel, constatou um escritório de advocacia, que a Volkswagen contratou para esclarecer as circunstâncias do escândalo.

Winterkorn sempre negou sua responsabilidade.

Em setembro de 2015, um enorme escândalo expôs a manipulação de milhões de motores diesel das marcas VW e Audi, entre outras, para fazer com que parecessem menos poluentes do que eram.

Acompanhe tudo sobre:CEOsEscândalosVolkswagen

Mais de Negócios

Marca de infusões orgânicas cresce com aumento do consumo de chás no Brasil e fatura R$ 6 milhões

Descubra 4 formas de pedir empréstimo e quais são as vantagens e desvantagens de cada uma

Apoio Financeiro no RS: prazo para adesão ao termina nesta sexta-feira; saiba como se inscrever

Com nova fábrica, Gelato Borelli vai triplicar produção e planeja faturar R$ 360 milhões em 2024

Mais na Exame