Equatorial compra a Celpa pelo preço simbólico de 1 real

Dívida da Celpa, em recuperação judicial, é de R$ 3,4 bilhões

São Paulo – Depois da J&F, dos donos do frigorífico JBS, manifestar interesse em comprar a Celpa (Centrais Elétricas do Pará), foi a Equatorial Energia, controlada pela Vinci Parners, quem levou o negócio. Nesta terça, a holding anunciou ter fechado a aquisição pelo valor simbólico de 1 real. A empresa, que distribui energia a 7,4 milhões de pessoas em 143 municípios do norte do país, pertencia ao grupo Rede Energia.

Em fato relevante, a Equatorial esclareceu que o preço da aquisição se deve ao fato de a Celpa encontrar-se em recuperação judicial. A dívida da empresa chega a 3,4 bilhões de reais, sem contar impostos pendentes, que estariam avaliados em cerca de 500 milhões de reais.

Com a transação, a Equatorial ficará com 65,18% do capital votante da Celpa e 61,37% das ações totais da empresa.

A Equatorial é controladora da Cemar (Companhia Energética do Maranhão) e detém uma fatia de 25% da Gerarmar, responsável pela implantação e operação das usinas termoelétricas de Tocantinópolis e de Nova Olinda, no Maranhão.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.