Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:
seloNegócios

Empresa pagará US$ 612 milhões por lojas no World Trade Center

Objetivo é construir um espaço comercial de 33 mil metros quadrados no local; previsão de abertura é 2015

Modo escuro

Continua após a publicidade
Projeto do novo World Trade Center: espaço comercial irá ajudar na revitalização da área (Silverstein Properties/World Trade Center/Divulgação)

Projeto do novo World Trade Center: espaço comercial irá ajudar na revitalização da área (Silverstein Properties/World Trade Center/Divulgação)

D
Da Redação

Publicado em 29 de julho de 2011 às, 17h10.

Nova York - A empresa Westfield Group, dedicada a operar shoppings, está disposta a pagar US$ 612 milhões para abrir lojas e restaurantes ao redor do World Trade Center, publicou nesta sexta-feira o jornal "Wall Street Journal".

A companhia e a Autoridade Portuária de Nova York e Nova Jersey, responsável da gestão da área, estão ainda definindo os termos do acordo.

Caso seja concretizado, o Westfield Group pagará US$ 612 milhões para construir 33 mil metros quadrados de espaços comerciais, e em troca conseguirá 50% de participação em seu desenvolvimento.

Por sua parte, a Autoridade Portuária financiará o resto do custo para revitalizar a região, calculado em US$ 1,5 bilhão, segundo o jornal.

As lojas, que devem ser abertas em 2015, estariam distribuídas por todo o complexo, e algumas delas com vista para o monumento em memória das vítimas que está sendo construído no local.

Em um momento no qual a reconstrução da zona está muito avançada, os idealizadores acreditam que possam construir lojas comparáveis as que existem nos bairros mais luxuosos de Manhattan.

O projeto seria um grande estímulo para o World Trade Center e seus arredores, que atraem turistas, trabalhadores e cada vez mais moradores no 10º aniversário dos ataques terroristas.

O Westfield já conseguiu os direitos para abrir lojas na área em meados de 2001, mas os vendeu à Autoridade Portuária após os ataques. Em 2007, a empresa tentou um acordo similar, mas voltou atrás pela conjuntura econômica e pelas mudanças nas construções da zona.

Desde então, o espaço que pode ser empregado para instalação de lojas reduziu de 45,5 mil metros quadrados para 33 mil metros quadrados.

Últimas Notícias

Ver mais
Com copos de plástico reciclado coletado no litoral brasileiro, Corona estreia no Primavera Sound

seloNegócios

Com copos de plástico reciclado coletado no litoral brasileiro, Corona estreia no Primavera Sound

Há 4 horas

Ele ouviu que não tinha cara de CEO. Hoje, fatura milhões e faz o maior evento de inovação de Maceió

seloNegócios

Ele ouviu que não tinha cara de CEO. Hoje, fatura milhões e faz o maior evento de inovação de Maceió

Há 5 horas

Metalúrgicos da GM aprovam abertura de Programa de Demissão Voluntária

seloNegócios

Metalúrgicos da GM aprovam abertura de Programa de Demissão Voluntária

Há 6 horas

Conheça o novo negócio bilionário de um dos fundadores da Zap Imóveis

seloNegócios

Conheça o novo negócio bilionário de um dos fundadores da Zap Imóveis

Há 6 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Com itens personalizados, Tramontina usa expertise para aproveitar alta dos presentes de fim de ano

Com itens personalizados, Tramontina usa expertise para aproveitar alta dos presentes de fim de ano

Suvinil investe para criar embalagens e produtos mais sustentáveis

Suvinil investe para criar embalagens e produtos mais sustentáveis

Inovação em nuvem e IA: a aposta da Huawei Cloud para o Brasil

Inovação em nuvem e IA: a aposta da Huawei Cloud para o Brasil

Poupança, CDB ou conta que rende? O que especialistas dizem sobre as aplicações
Minhas Finanças

Poupança, CDB ou conta que rende? O que especialistas dizem sobre as aplicações

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais