Embraer fecha acordo com NetJets para venda de até 100 aviões

O acordo prevê que a NetJets começará a receber o modelo Phenom 300E da nova encomenda no segundo trimestre de 2023, para operação nos Estados Unidos e Europa
 (Roosevelt Cassio/Reuters)
(Roosevelt Cassio/Reuters)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 11/10/2021 às 08:43.

Última atualização em 11/10/2021 às 11:00.

A Embraer anunciou nesta segunda-feira, 11, que fechou um novo contrato com a NetJets para a venda de até 100 aeronaves adicionais, totalizando mais de US$ 1,2 bilhão. O acordo prevê que a NetJets começará a receber o modelo Phenom 300E da nova encomenda no segundo trimestre de 2023, para operação nos Estados Unidos e Europa.

Em nota à imprensa, a fabricante brasileira lembra que o primeiro acordo de compra da NetJets, assinado em 2010, contemplou 50 pedidos firmes para os jatos executivos Phenom 300 mais opções de até 75 aeronaves adicionais.

"Estamos contentes por termos assinado este acordo significativo com a NetJets, um parceiro estratégico que tem sido parte importante do sucesso da Embraer por mais de uma década", destaca na nota o presidente e CEO da Embraer Aviação Executiva, Michael Amalfitano.