E.ON planeja vender negócio na Espanha

Grupo de energia deixa mercados no sul da Europa afetados pela recessão

Frankfurt - A E.ON, maior concessionária de serviços públicos da Alemanha, está planejando se desfazer de suas operações na Espanha, disseram duas pessoas familiarizadas com o assunto à Reuters nesta sexta-feira, à medida que o grupo de energia deixa mercados no sul da Europa afetados pela recessão.

A E.ON detém cerca de 4,3 gigawatt (GW) de capacidade no país, sendo que cerca de 3,2 GW representa energia convencional como carvão e gás, enquanto o restante vem de ativos de energia renovável.

A empresa tem 688 mil clientes da Espanha e emprega 1.200 pessoas, menos de 2 por cento de sua força de trabalho total.

"Estamos continuamente revisando nossas opções estratégicas para otimizar nosso portfólio. Não iremos comentar mais sobre qualquer opção ou atividade específica de um país", disse uma porta-voz da E.ON.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.