Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:
seloNegócios

Dono da Amazon acusa editora de utilizar fotos íntimas para "chantageá-lo"

Denúncia surge depois de o tabloide "National Enquirer" informar, no mês passado, que Jeff Bezos mantinha uma relação extraconjugal com Lauren Sanchez

Modo escuro

Jeff Bezos: presidente e CEO da Amazon acusou na quinta-feira (8) a editora do tabloide "National Enquirer" de "chantagem" (David Ryder/Getty Images)

Jeff Bezos: presidente e CEO da Amazon acusou na quinta-feira (8) a editora do tabloide "National Enquirer" de "chantagem" (David Ryder/Getty Images)

A
AFP

Publicado em 8 de fevereiro de 2019 às, 11h42.

Última atualização em 8 de fevereiro de 2019 às, 11h42.

O presidente e CEO da Amazon, Jeff Bezos, acusou na quinta-feira (8) a editora do tabloide "National Enquirer" de "chantagem", depois de ameaçá-lo com a publicação de fotos íntimas enviadas pelo magnata para sua amante.

A denúncia surge depois de o tabloide informar, no mês passado, que Bezos mantinha uma relação extraconjugal com Lauren Sanchez, uma ex-apresentadora de notícias e repórter de entretenimento, após ter acesso a mensagens privadas.

Em um post na plataforma de blogs Medium, Bezos disse que a editora do "Enquirer", a American Media Inc (AMI), liderada por David Pecker, ameaçou publicar as fotografias, caso não parasse a investigação sobre os motivos por trás desse vazamento.

Segundo ele, a editora exigiu que ele e seu consultor de segurança, Gavin de Becker, que lidera a investigação, dissessem publicamente que "não tinham conhecimento, ou bases, para sugerir que a cobertura da AMI estava motivada politicamente, ou influenciada por forças políticas".

Recentemente, De Becker mencionou em uma entrevista ao site Daily Beast que "fortes indícios apontam para motivações políticas" e que analisa o perfil do irmão de Lauren Sanchez, Michael, que apoia abertamente o presidente americano, Donald Trump, e tem laços com seu círculo de colaboradores, como possível responsável.

Em seu post no Medium, Bezos evocou a cooperação prévia da AMI e de Pecker com Trump, incluindo pagamentos para suprimir histórias negativas que estão sendo atualmente investigadas por procuradores federais.

Bezos, que também é dono do jornal "The Washington Post", é alvo permanente de críticas de Trump.

Ele também mencionou os laços da AMI com a Arábia Saudita, cujo príncipe herdeiro Mohamed bin Salman é apontado como suspeito por ordenar o assassinato do colunista do "Post" Jamal Khashoggi.

"Mais do que capitular diante da extorsão e da chantagem, decidi publicar exatamente o que me enviaram, apesar do custo pessoal", escreveu Bezos no Medium, sob o título "Não, obrigado, Sr. Pecker". No artigo, incluiu cópias dos e-mails enviados pela AMI.

"Não quero, é claro, que publiquem fotos pessoais, mas tampouco serei parte de suas bem conhecidas práticas de chantagem, favores políticos, ataques políticos e corrupção. Prefiro enfrentar isso, deixar isso circular e ver o que acontece", acrescentou.

Últimas Notícias

ver mais
Executivos brasileiros celebram 50 anos do Melhores e Maiores em documentário; assista
seloNegócios

Executivos brasileiros celebram 50 anos do Melhores e Maiores em documentário; assista

Há 5 horas
JBL perde R$ 500 milhões por ano com pirataria de caixas de som e fones no Brasil
seloNegócios

R$ 500 milhões por ano: as ações da JBL para reduzir as perdas com pirataria

Há 13 horas
Dia do Cliente 2023: 20 frases para usar nessa data
seloNegócios

Dia do Cliente 2023: 20 frases para usar nessa data

Há 20 horas
Melhores e Maiores 2023: confira a nova edição da revista Exame
seloNegócios

Melhores e Maiores 2023: confira a nova edição da revista Exame

Há um dia
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais