Dívida da TIM soma R$ 3,119 bi no 1º tri, alta de 137%

O valor se refere à dívida líquida. Já a bruta atingiu R$ 6,669 bilhões no final de março de 2015

Rio - A dívida líquida da TIM chegou a R$ 3,119 bilhões no primeiro trimestre de 2015, crescimento de 137% na comparação com o mesmo período de 2014, quando era de R$ 1,314 bilhão, informou a companhia na divulgação dos seus resultados do período.

Na comparação com o final de dezembro do ano passado, quando a dívida era de R$ 1,274 bilhão, o aumento foi de 144,82%.

Já a dívida bruta atingiu R$ 6,669 bilhões no final de março de 2015, incluindo o primeiro desembolso no total de R$ 1,749 bilhão pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para ajudar no financiamento dos investimentos (Capex) referentes ao período 2014/2015 e R$ 65,1 milhões referentes ao pagamento ajustado à Entidade Administradora da Digitalização (EAD) do leilão de 700 MHz, da tecnologia 4G.

A dívida da empresa está concentrada em contratos de longo prazo (82% do total), compostos principalmente por meio do financiamento do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e BEI (Banco Europeu de Investimento), assim como empréstimos de outros grandes instituições financeiras locais e internacionais.

Cerca de 40% da dívida total é denominada em moeda estrangeira (dólar), e é 100% protegida por hedge em moeda local.

A TIM também informou que o Capex (investimentos) alcançou R$ 924 milhões, aumento de 50,7% em comparação ao primeiro trimestre de 2014, "devido ao aumento dos investimentos em rede visando melhorar a disponibilidade e a qualidade dos serviços".

"Vale destacar que 92% do Capex total no primeiro trimestre foi dedicado a infraestrutura, amplamente relacionada às tecnologias 3G e 4G", informou a companhia no relatório de resultados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também