Negócios

Dia dos Namorados: pequenas e médias empresas online faturam R$ 262,5 milhões na data, alta de 35%

Empreendedores apostam em campanhas e promoções na data para faturarem mais no segundo trimestre.

Isabela Rovaroto
Isabela Rovaroto

Repórter de Negócios

Publicado em 14 de junho de 2024 às 06h00.

Última atualização em 14 de junho de 2024 às 07h19.

Com o Dia dos Namorados, as pequenas e médias empresas online faturaram R$ 262,5 milhões, 35% a mais que o registrado no mesmo período de 2023. É o que aponta levantamento realizado pela plataforma de e-commerce Nuvemshop.

A data está se consolidado como uma das principais do varejo online. O faturamento no período cresceu nos últimos anos e já é um dos maiores responsáveis pelas grandes movimentações do setor no segundo trimestre.

"Os lojistas apontam que a redução do faturamento é um problema comum nesse período do ano. E para reverter isso, eles devem aproveitar essas datas comemorativas para realizarem promoções que conectem com o tema e o público-alvo”, diz Luiz Natal, gerente de desenvolvimento de plataforma na Nuvemshop.

Na análise foram consideradas as vendas realizadas durante as 3 semanas que antecedem a data de Dia dos Namorados de 2023 e 2024 pela base de lojistas brasileiros da Nuvemshop.

Mais de um milhão de pedidos foram realizados, um total 34% superior em relação a 2023, sendo 80% deles via dispositivos mobile (celulares e tablet).

Segmentos, ticket médio, regiões e meio de pagamento

Referente aos segmentos, Moda segue na lideraça, com R$ 92,5 milhões, seguido por Saúde & Beleza (R$ 23,5 milhões) e Acessórios (R$ 16,5 milhões).

Dentre os produtos mais vendidos estão regatas, calças jeans, óculos de sol e acessórios, com um ticket médio de R$ 251.

Entre os estados, São Pauloliderada com R$ 128 milhões, seguido por Minas Gerais (R$ 24,5 milhões), Rio de Janeiro (R$ 18,5 milhões), Santa Catarina (R$ 17 milhões) e Ceará (R$ 14 milhões).

Em relação aos meios de pagamento, o Pix está cada vez mais consolidado como opção preferida pelos compradores e foi utilizado em 46% dos pedidos, sendo a segunda vez no ano que ultrapassa o uso do cartão de crédito (44%).

Quer dicas para decolar o seu negócio? Receba informações exclusivas de empreendedorismo diretamente no seu WhatsApp. Participe já do canal Exame Empreenda

Acompanhe tudo sobre:dia-dos-namoradosPequenas empresasPMEsEmpreendedorismo

Mais de Negócios

De entregadores a donos de fábrica: irmãos faturam R$ 3 milhões com pão de queijo mineiro

Como um adolescente de 17 anos transformou um empréstimo de US$ 1 mil em uma franquia bilionária

Um acordo de R$ 110 milhões em Bauru: sócios da Ikatec compram participação em empresa de tecnologia

Por que uma rede de ursinho de pelúcia decidiu investir R$ 100 milhões num hotel temático em Gramado

Mais na Exame